Fundamentos de justa causa para a revogação do mandato do conselho directivo do Sporting CP.

Wednesday, 13 June 2018 · Posted in , ,

Revogação tardia, leia-se, literalmente (tardia), já que vistas as rescisões (consumadas) o Sporting não irá recuperar deste tombo. Sinto-me tentado a 'copiar' o documento todo, mas vou-me refrear. Aqui.

28. Independentemente do juízo que venham a merecer as ditas invocações de justa causa, estas tiveram como consequência imediata para o Clube não apenas a perda, pelo menos, de seis jogadores emblemáticos, sendo quatro da formação e dois capitães de equipa.
29. Bem como o não recebimento dos montantes das eventuais transferências que pudessem vir a ser acordadas.
30. Com a especial agravante de quatro destes jogadores estarem a participar na maior montra de futebol do mundo, o mundial de seleções da FIFA, na Rússia, a representar a seleção campeã da Europa.
31. Neste momento o Sporting não tem nenhum jogador a representá-lo na seleção nacional de futebol.

B. Conflitos com os Órgãos Sociais, Sócios e Terceiros [28.o/1, a): 21.o/1, f) e g); 28.o/1, b); 28.o/1, c) dos Estatutos]

32. A actuação do Presidente do Conselho Directivo tem sido de permanente divisionismo dos sócios do Sporting Clube de Portugal.
33. Em vez de se esforçar no sentido de unir pela causa maior que é a dignificação do nome do Clube, tem vindo a criar autênticas guerras contra todos os sócios que, simplesmente, não partilham das suas ideias ou visões.
34. Exemplo paradigmático do afirmado são as situações em que se referiu de forma insultuosa a sócios do Sporting.
35. Classificando-os de “Sportingados”,
36. “Ovelhas”,
37. “Ratos”,
38. Entre outras expressões inaceitáveis.
39. Do mesmo modo, numa das sessões de esclarecimento organizadas pelo Conselho Directivo, um dos sócios acabou por ser publicamente achincalhado pelo seu Presidente apenas por ter colocado de forma respeitosa as questões que gostava de ver esclarecidas.
40. Neste sentido, veja-se ainda a forma, no mínimo, jocosa, como se referiu à manifestação do passado dia 4 de Junho de 2018, na qual se juntaram cerca de 400 adeptos e sócios do Sporting.

6 Responses to “Fundamentos de justa causa para a revogação do mandato do conselho directivo do Sporting CP.”

  1. Amigos, esperem sentados que o Bruno vai já acatar a suspensão das suas funções. Não metam os tribunais no assunto que não é preciso. Ele e os outros só vão sair quando forem obrigados à força. Só não percebo é de que é que estão à espera. Que não fique nada para salvar? E os dias vão passando...

    ReplyDelete
  2. O SCP a afundar-se e o presidente do Sporting a falar em jogos no facebook.
    Para mim, enquanto portista, acho que basta. Os sportinguistas que se unam, que tomem uma decisão para o futuro do Sporting, mas isto é mau demais para ser verdade. O SCP a afundar-se e pouco mais existe do que esta luta de galos completamente ridícula.

    ReplyDelete
    Replies
    1. "O SCP a afundar-se e pouco mais existe do que esta luta de galos completamente ridícula."

      Não faço a mais pequena ideia do que poderia ter sido feito de modo diferente. Isto para o caso da luta de galos que menciona se relacionar a J. Marta Soares. Tenho a impressão que ele está a fazer tudo ao seu alcance, mas não passa disso mesmo, uma impressão: Não estou familiarizado com os procedimentos nem com as ferramentas à disposição de um PMAG que lhe permitisse (pretérito) ter resolvido isto há mais tempo.

      Delete
  3. «ISTO É APENAS UM JOGO.»
    https://www.abola.pt/Nnh/Noticias/Ver/735326
    Este tipo preciso de ser internado já!

    ReplyDelete
  4. Então agora muda-se um presidente só porque a MAG acha que sim? E onde é que estão as assinaturas que ninguém as vê! Golpistas têm sempre muita dificuldade em mostrar as cartas na mesa.

    ReplyDelete
    Replies
    1. É isso, José, e são pessoas como o José que me mantêm emocionalmente longe (bem longe) do Sporting, ao ponto da completa indiferença.

      Têm o que merecem, palhacinhos tristes. Façam bom proveito.

      Delete

Powered by Blogger.