No que ao Sporting respeita: Inaugurado em Março de 2011, encerrado em Maio de 2014, reaberto sob o mesmo nome mas diferente endereço em Agosto de 2016, é este um pequeno e doméstico espaço onde se olha o passado, o presente e o futuro da maior potência desportiva Nacional.
Ademais: Este é um blogue pessoal no qual se vêem analisados outros temas.


Em 1989 o Muro de Berlim não caiu, mas rachou. 2 anos mais tarde, em 1991, o império Soviético ruiria com estrondo. O resto é história: Ivan Dracara desmanchou Apollo em Las Vegas (James Brown esteve lá) mas em Moscovo, perante o seu público, foi incapaz de ultrapassar Rocky Balboa. Contam alguns relatos, e eu acredito, que os 2 eventos (Queda do Muro de Berlim e Rocky IV) estão relacionados. Porquê? As imagens existem. A extraordinária banda sonora também. O mundo assistiu emocionado às palmas que Mikhail Gorbachev, no fim do combate, endereçou ao pugilista Italo-Americano. 1989, 1991, e tanto a NATO como o Pacto de Varsóvia viram-se abalados pelo mundo do desporto.

No entanto, a história não é assim tão simples.

Estamos agora a 7 de Setembro de 1988, em Lisboa, no coração da cidade, no momento em que uma fantástica troop das Netherlands, sedente de sangue, aterrou em Portugal a fim de defrontar o Sporting no nobre Estádio José Alvalade. Assim o fez com legitimidade por se tratar de uma equipa fortíssima. Do outro lado esteve todavia o Sporting Clube de Portugal. Estiveram Oceano, Carlos Manuel, Fernando Mendes, Carlos Xavier, Silas e Paulinho Cascavel.

O Ajax de Amsterdão seria nessa noite goleado por 4-2.



Igualmente emocionante foi o dia em que completei 7 anos de idade—05 de Outubro de 1988. Recordo como se tivesse sido ontem. Chegámos a casa e perguntei: «mamã o que é o jantar?». Ao que ela respondeu: «não sei mas a maior potência desportiva Nacional venceu na Holanda e eu quero ver os resumos».

Nessa noite o Sporting venceu em Amsterdão por 1-2.

Ajax Amsterdam 3 - 1 Manchester U. FC

Posted on

Wednesday, 24 May 2017

Leave a Reply

Search This Blog