Palmarés

Internacional, equipas

Goalball (D. Adaptado)

1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
Hóquei em Patins
:
1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
3 Taças dos Vencedores das Taças
2 Taças CERS
Futebol:
1 Taça dos Vencedores das Taças
Atletismo:
Pista feminino
1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
Cross masculino
14 Taças dos Clubes Campeões Europeus
Pista masculino
1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
Andebol:
2 Taças EHF Challenge

Nacional, equipas

Futebol:
22 Campeonatos Nacionais
16 Taças de Portugal
8 Supertaças Cândido de Oliveira
Andebol
:
18 Campeonatos Nacionais
15 Taças de Portugal
3 Supertaças
Hóquei em Patins:
7 Campeonatos Nacionais
4 Taças de Portugal
2 Supertaças António Livramento
Atletismo:
Pista feminino
46 Campeonatos Nacionais
Pista Coberta feminino
22 Campeonatos Nacionais
Cross feminino

5 Campeonatos Nacionais
Pista masculino

48 Campeonatos Nacionais
Pista Coberta masculino
17 Campeonatos Nacionais
Cross masculino
46 Campeonatos Nacionais
Futsal:
13 Campeonatos Nacionais
5 Taças de Portugal
6 Supertaças
2 Taças da Liga
Natação
:
6 Campeonatos Nacionais feminina
6 Campeonatos Nacionais masculina
2 Taças de Portugal masculina
Basquetebol:
8 Campeonatos Nacionais
5 Taças de Portugal
Voleibol:
2 Taças de Portugal feminino
1 Supertaça feminino
5 Campeonatos Nacionais masculino
3 Taças de Portugal masculino
3 Supertaças masculino

 

 
Inaugurado em Março de 2011, encerrado em Maio de 2014, reaberto sob o mesmo nome mas diferente endereço em Agosto de 2016, é este um pequeno e doméstico espaço onde se olha o passado, o presente e o futuro da maior potência desportiva Nacional.

O melhor do clube são as pessoas, mas não são quaisquer pessoas. Foram os nossos fundadores, atletas e treinadores. É a nossa história. O clube não és tu, não sou eu, nem «somos nós». São eles. As mensagens que publicarmos evidenciarão esse intuito, versando sobre a instituição, a sua notável história, acumulado de feitos presentes e passados, proeminentes homens que a serviram e ergueram, cumprimentando as suas memórias mas mais importante, preservando a sua autoridade, ainda que não vivam entre nós.

Estádio do Dragão versus Jorge Jesus

Saturday, 4 February 2017

Saldo francamente positivo nas visitas das equipas de Jorge Jesus ao reduto do FCP desde 2006/07, em representação de Belenenses, SC Braga, Benfica e Sporting (1 jogo). Infelizmente, sobressaem neste histórico as muito dolorosas derrotas de 2012/13 frente ao FCP de Vitor Pereira (2-1, e campeonato para os azuis), e a de 2010/11 frente ao imparável FCP de André Villas-Boas (5-0, Hulk).

Ainda assim, como disse, o saldo é francamente positivo.
Vencendo hoje, Jorge Jesus somará a 3ª vitória consecutiva no estádio do FCP.

Estádio do Dragão VS. Jorge Jesus

V FC Porto (José Peseiro) 1-3 Sporting, J32, Liga 15/16
V FC Porto (Julen Lopetegui) 0-2 Benfica, J13, Liga 14/15
D FC Porto (Luís Castro) 2-1 Benfica, J30, Liga 13/14
E FC Porto ( Luís Castro) 0-0 Benfica, 1/2 final, Taça da Liga 13/14
D FC Porto (Luís Castro) 1-0 Benfica, 1/2 final, Taça de Portugal 13/14
D FC Porto (Vitor Pereira) 2-1 Benfica, J29, Liga 12/13
E FC Porto (Vitor Pereira) 2-2 Benfica, J6, Liga 11/12
V FC Porto (André Villas-Boas) 0-2 Benfica, 1/2 final, Taça de Portugal 10/11
D FC Porto (André Villas-Boas) 5-0 Benfica, J10, Liga 10/11
D FC Porto (Jesualdo Ferreira) 3-1 Benfica, J29, Liga 09/10
E FC Porto (Jesualdo Ferreira) 1-1 SC Braga, J30, Liga 08/09
E FC Porto (Jesualdo Ferreira) 1-1 Belenenses, J9, Liga 07/08
D FC Porto (Jesualdo Ferreira) 3-1 Belenenses, J26, Liga 06/07

Nota: os comentários de tantos benfiquistas sobre o jogo desta noite conseguem ser do mais patético que há, até para os seus padrões, sugerindo a obrigatoriedade do Sporting vencer sob pena de estar a ajudar o FCP na luta pelo 1º lugar. Outros sugerem inclusivamente facilitismo por parte do Sporting numa presumível vitória portista. Estes últimos, mais do que patéticos, são muito simplesmente produzidos por atrasados mentais.
Não foi há muito tempo que a equipa de Rui Vitória visitou o Dragão, entrando para o jogo profundamente moralizada pela condição de líder e por 6 ou 7 vitórias consecutivas, onde se incluíram a deslocação a Kiev e a recepção ao Dynamo para o seu grupo da LC. Qual foi a prestação do Benfica nesse jogo? A equipa de Rui Vitória viu-se completamente vulgarizada ao longo de 80 minutos acabando por somar um empate caído do céu sem que tivesse feito nada para merece-lo.
A fim de rectificar a prestação e o resultado que os próprios não foram capazes de alcançar, são estes patetas que agora esperam uma vitória do Sporting.

0 comentários:

Post a Comment