Wednesday, 8 February 2017

Chamar-lhe-ia Olavo de Carvalho, a hora dos parolos: "com o coração apertado, pernas a tremer e lágrimas nos olhos ..."


A mensagem que se exibe não se viu enviada pelo seu autor (pai de Bruno de Carvalho) ao seu filho. Antes, viu-se encaminhada para o jornal Record, procedimento normal com qualquer carta genuína que um pai escreve a um filho: é no Record que pais e filhos comunicam, toda a gente o sabe. Para amanhã, na Lux, na Flash e na Vidas, sairão as reacções de Cláudia Gomes, de Joana Ornelas, e de uns quantos primos.


Meu filho,

Quando, há 45 anos, te vi pela primeira vez, sonhei para ti, como já sonhara para os teus irmãos, uma vida de sucesso, no que empenhei, em conjunto com a tua mãe e a cada dia, a minha vida. É um pouco desta vida que te dou quando contigo sofro os teus desgostos e me regozijo com as tuas alegrias nesta via de sucesso, tantas vezes amarga, que escolheste e nasceu de um amor que, desde que nasceste, te transmiti. Estaremos sempre juntos neste amor ao Sporting, um clube de gente dedicada e forte que tantas alegrias já me deu pelas vitórias que conquistou desde que, há cerca de setenta anos e pela primeira vez, o vi jogar. Foi com profunda tristeza que quase o vi morrer e, por isso, é com orgulho que, de novo, o vejo forte e são, conduzido por ti dentro dos princípios cívicos e morais que te transmiti, tão puros como os recebi de meu pai, tão dignos como sempre te exigi que fosse a tua vida mesmo que a maledicência te maltratasse, a inveja te insultasse e a corrupção te roubasse, porque é assim que se faz maior a força dos que sempre acabam por vencer. É do mais fundo do coração que sai este desejo imenso de que alcances os teus desígnios, no que sempre estarás acompanhado e apoiado pelo amor dos teus pais e de toda a tua família, bem como por milhões de sportinguistas, como to demonstram no seu apoio continuado.

Parabéns meu filho, sê feliz e que Deus te proteja.

Responde Bruno de Carvalho, no facebook:

Meu querido pai,

Foi com uma grande emoção e alegria que li a tua mensagem no jornal! Senti-me de novo um adolescente outra vez. E tudo me veio à memória mais uma vez! Foi em 1978 que se iniciou esta caminhada até à Presidência do Sporting CP. Foi nesse primeiro jogo a que fomos que te disse, com o coração apertado, pernas a tremer e lágrimas de emoção nos olhos "um dia vou ser Presidente deste Clube!". E assim foi. Consegui alcançar o meu sonho, contigo ao meu lado, em 2011, mas só nos deixaram comemorar em 2013. Mas juntos, sempre juntos! Foram 35 anos de espera, seguidos de 4 cheio de orgulho e honra, de grande Esforço, Dedicação, Devoção, com muito sacrificio, superação, tristezas, alegrias, na busca incessante de fazer regressar o Grande Sporting Clube de Portugal e voltar à Glória que mais de 3,5 milhões de Sportinguistas bem merecem. Amo-te! Amo a minha familia de sangue! Aqueles que estão sempre ao meu lado nos bons e nos maus momentos. Que têm sempre uma palavra de alento para quem tem uma vida onde a solidão reina, pois é essa uma das consequências de Liderar. Mas Amo também a familia que escolhi para o meu coração, a familia que toda a nossa familia escolheu: o Sporting Clube de Portugal! Que este aniversário seja uma homenagem a ti e à mãe pela educação que me deram e pelos principios e valores com que me moldaram. Que seja uma homenagem a todos os que perseguem os seus sonhos sem medo e sempre com tenacidade e persistência. Que a emoção deste dia vinque, mais uma vez, o que sinto pelo nosso Sporting Clube de Portugal: Juro ser fiel ao Sporting e nem a morte nos separará!

Note-se: Bruno de Carvalho tinha 6 anos de idade quando em 1978, com o coração apertado, pernas a tremer e lágrimas de emoção nos olhos, disse a seu pai:

Um dia vou ser Presidente deste Clube!

E depois não querem ver-se rotulados de atrasados mentais ...

1 comment:

  1. Gosto do Olavo, apesar de muitas vezes dizer umas imbecilidades.

    ReplyDelete