Palmarés

Internacional, equipas

Goalball (D. Adaptado)

1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
Hóquei em Patins
:
1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
3 Taças dos Vencedores das Taças
2 Taças CERS
Futebol:
1 Taça dos Vencedores das Taças
Atletismo:
Pista feminino
1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
Cross masculino
14 Taças dos Clubes Campeões Europeus
Pista masculino
1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
Andebol:
2 Taças EHF Challenge

Nacional, equipas

Futebol:
22 Campeonatos Nacionais
16 Taças de Portugal
8 Supertaças Cândido de Oliveira
Andebol
:
18 Campeonatos Nacionais
15 Taças de Portugal
3 Supertaças
Hóquei em Patins:
7 Campeonatos Nacionais
4 Taças de Portugal
2 Supertaças António Livramento
Atletismo:
Pista feminino
46 Campeonatos Nacionais
Pista Coberta feminino
22 Campeonatos Nacionais
Cross feminino

5 Campeonatos Nacionais
Pista masculino

48 Campeonatos Nacionais
Pista Coberta masculino
17 Campeonatos Nacionais
Cross masculino
46 Campeonatos Nacionais
Futsal:
13 Campeonatos Nacionais
5 Taças de Portugal
6 Supertaças
2 Taças da Liga
Natação
:
6 Campeonatos Nacionais feminina
6 Campeonatos Nacionais masculina
2 Taças de Portugal masculina
Basquetebol:
8 Campeonatos Nacionais
5 Taças de Portugal
Voleibol:
2 Taças de Portugal feminino
1 Supertaça feminino
5 Campeonatos Nacionais masculino
3 Taças de Portugal masculino
3 Supertaças masculino

 

 
Inaugurado em Março de 2011, encerrado em Maio de 2014, reaberto sob o mesmo nome mas diferente endereço em Agosto de 2016, é este um pequeno e doméstico espaço onde se olha o passado, o presente e o futuro da maior potência desportiva Nacional.

O melhor do clube são as pessoas, mas não são quaisquer pessoas. Foram os nossos fundadores, atletas e treinadores. É a nossa história. O clube não és tu, não sou eu, nem «somos nós». São eles. As mensagens que publicarmos evidenciarão esse intuito, versando sobre a instituição, a sua notável história, acumulado de feitos presentes e passados, proeminentes homens que a serviram e ergueram, cumprimentando as suas memórias mas mais importante, preservando a sua autoridade, ainda que não vivam entre nós.

Tuchel, Rui Vitória e a importância de termos um excelente treinador

Wednesday, 15 February 2017



Dois pequenos trechos que embora descontextualizados nos mostram aquilo que fundamentalmente separa treinadores como Rui Vitória (por quem sinto algum apreço), de monstros como Thomas Tuchel ou Jorge Jesus. Tuchel e Jesus preparam / capacitam as suas equipas naquilo que é o mais importante no futebol de 11: competências tácticas dos seus jogadores. Se o jogo fosse de 3x3 ou 4x4 seria sempre mais forte e ganharia invariavelmente a equipa que tivesse os melhores jogadores. É por isso, é por jogos como aqueles frente ao Nápoles, é por jogos como o da Luz frente ao Sporting, é por jogos como o do Dragão, é pelos jogos frente ao Vitória de Setúbal, é por jogos como o de ontem onde o Benfica foi uma equipa fraquíssima, profundamente incapaz e inábil, que na minha opinião apesar dos bons resultados, nos quais se poderão incluir um bicampeonato e muito boas campanhas Europeias, é um erro desvalorizar as notórias insuficiências de Rui Vitória na sua principal missão como treinador: treinar, ou na forma como não prepara a equipa do Benfica (não sei se a prepara mal ou se simplesmente não a prepara).

Recordemos uma vez mais não porque me interesse massajar o ego de Jorge Jesus, mas a bem do Benfica: "Nunca conseguimos jogar de forma natural. Em nenhuma fase da partida conseguimos fazer o nosso jogo. Foi incrivelmente difícil para nós. Quisemos quatro médios a controlar o jogo mas não foi possível executar." -- Tuchel depois da visita do Sporting à Alemanha
Com um treinador do melhor que existe no mundo e uma equipa com jogadores especialmente bons, por que razão não conseguiu o Dortmund, no seu campo, jogar frente ao Sporting?

A: Porque o Sporting é treinado por Jorge Jesus e tal como Tuchel, JJ é um treinador muito especial.

Uma vez mais: nada tenho contra Rui Vitória. Só não se diga que o seu Benfica "é uma equipa digna de Sachhi" porque isso não é manifestamente verdade. Com 12 sessões de treino para preparar o jogo (não seria preciso mais), alguém que conheço e que até é melhor do que JJ, por aliar enormes qualidades humanas fora do campo de treinos ao génio no campo de treinos, teria dado incomparavelmente melhor réplica ao Borussia Dortmund.

0 comentários:

Post a Comment