Palmarés

Internacional, equipas

Goalball (D. Adaptado)

1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
Hóquei em Patins
:
1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
3 Taças dos Vencedores das Taças
2 Taças CERS
Futebol:
1 Taça dos Vencedores das Taças
Atletismo:
Pista feminino
1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
Cross masculino
14 Taças dos Clubes Campeões Europeus
Pista masculino
1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
Andebol:
2 Taças EHF Challenge

Nacional, equipas

Futebol:
22 Campeonatos Nacionais
16 Taças de Portugal
8 Supertaças Cândido de Oliveira
Andebol
:
18 Campeonatos Nacionais
15 Taças de Portugal
3 Supertaças
Hóquei em Patins:
7 Campeonatos Nacionais
4 Taças de Portugal
2 Supertaças António Livramento
Atletismo:
Pista feminino
46 Campeonatos Nacionais
Pista Coberta feminino
22 Campeonatos Nacionais
Cross feminino

5 Campeonatos Nacionais
Pista masculino

48 Campeonatos Nacionais
Pista Coberta masculino
17 Campeonatos Nacionais
Cross masculino
46 Campeonatos Nacionais
Futsal:
13 Campeonatos Nacionais
5 Taças de Portugal
6 Supertaças
2 Taças da Liga
Natação
:
6 Campeonatos Nacionais feminina
6 Campeonatos Nacionais masculina
2 Taças de Portugal masculina
Basquetebol:
8 Campeonatos Nacionais
5 Taças de Portugal
Voleibol:
2 Taças de Portugal feminino
1 Supertaça feminino
5 Campeonatos Nacionais masculino
3 Taças de Portugal masculino
3 Supertaças masculino

 

 
Inaugurado em Março de 2011, encerrado em Maio de 2014, reaberto sob o mesmo nome mas diferente endereço em Agosto de 2016, é este um pequeno e doméstico espaço onde se olha o passado, o presente e o futuro da maior potência desportiva Nacional.

O melhor do clube são as pessoas, mas não são quaisquer pessoas. Foram os nossos fundadores, atletas e treinadores. É a nossa história. O clube não és tu, não sou eu, nem «somos nós». São eles. As mensagens que publicarmos evidenciarão esse intuito, versando sobre a instituição, a sua notável história, acumulado de feitos presentes e passados, proeminentes homens que a serviram e ergueram, cumprimentando as suas memórias mas mais importante, preservando a sua autoridade, ainda que não vivam entre nós.

Empatar o histórico e seguir em frente na prova. 0-3 é o meu prognóstico.

Tuesday, 17 January 2017

15 jogos no Municipal de Chaves para o campeonato e taça, entre 1985 e 2017.

4 vitórias para os Flavienses: 2-1 (86/87), 2-1 (88/89), 2-1 (89/90), e 3-2 (97/98).
3 vitórias para o Sporting: 0-2 (92/93), 1-2 (94/95), e 1-3 (95/96).
8 empates, já contando com o do último sábado.

Dos 15 históricos encontros destaco 2:

Vitória do Sporting por 1-3 em 1995/96, a contar para a competição justamente em disputa esta noite. Nesta época o Sporting atingiria a final marcada pelo homicídio involuntário de um dos seus adeptos nas bancadas do Jamor. Na eliminatória de Chaves, a 4ª da prova, o Sporting asseguraria a passagem à ronda seguinte com um «bis» de Paulo Alves e um golo de Pedro Barbosa. Carlos Queirós ainda era treinador da equipa mas infelizmente, para o Sporting, ver-se-ia destituído do cargo não muito tempo depois. O outro encontro em destaque remonta a 1997/98 e a uma vitória do GD Chaves por 3-2. Porquê o destaque?

Natural de Kinshasa, recordamos o formidável Étienne N'tsunda, histórico avançado Congolês recrutado pelo FC Porto em 1994/95 que representaria a equipa transmontana entre 1996 e 1998. Foram seus 2 dos golos com que o Chaves nessa noite derrotou o Sporting de Carlos Manuel por 3-2. No mesmo encontro o Internacional Romeno Ovidiu Cuc também faria 2 golos, um deles na própria baliza.
A temporada de 1997/98 foi de muito má memória já que viu o FCP igualar o nosso (até então inigualável) «Tetra».

E para mais logo, não há outro cenário senão o de seguir em frente: 0-3 é o meu prognóstico.

2 comentários:

Cantinho do Morais said...

Nunca gostei do Chaves. Apagões, a "azia" do Coroado, e maus resultados. É tudo o que vem dali. Lembro-me bem desses jogos que falas.
Que o teu prognóstico esteja correcto!

abraço

Manuel HB said...

Não é um campo historicamente simpático para nós, nem o Sporting se sente lá muito confortável como ontem se viu ...

Um abraço.

Post a Comment