Thursday, 12 January 2017

E cá temos a coreografia, a famosa coreografia.

Tão longe mas tão perto. Os postes não estão alinhados.
É este o melhor ângulo. Vê-se a baliza, o guarda-redes, a área, quem está perto e quem está longe, ou quem simplesmente não está. Vê-se tudo: as opções são ilimitadas. Só pode dar golo, Afonso Martins.
Peter Schmeichel antes de tirar a fotografia subiu às copas. Está lá em cima, e levou com ele a trave, porque o gigante dinamarquês faz o que quer e o que lhe apetece -- e fá-lo bem. Atrás está Oceano e ao fundo, escondido mas pouco distante, desperto, Chiquinho Conde. Foi daqui que Amunike rematou, aos 01:10. Um golo à Pedro Barbosa, mas do Nigeriano.
E cá temos a coreografia, a famosa coreografia.
Famosa, mesmo.

1 comment: