Palmarés

Internacional, equipas

Goalball (D. Adaptado)

1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
Hóquei em Patins
:
1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
3 Taças dos Vencedores das Taças
2 Taças CERS
Futebol:
1 Taça dos Vencedores das Taças
Atletismo:
Pista feminino
1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
Cross masculino
14 Taças dos Clubes Campeões Europeus
Pista masculino
1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
Andebol:
2 Taças EHF Challenge

Nacional, equipas

Futebol:
22 Campeonatos Nacionais
16 Taças de Portugal
8 Supertaças Cândido de Oliveira
Andebol
:
18 Campeonatos Nacionais
15 Taças de Portugal
3 Supertaças
Hóquei em Patins:
7 Campeonatos Nacionais
4 Taças de Portugal
2 Supertaças António Livramento
Atletismo:
Pista feminino
46 Campeonatos Nacionais
Pista Coberta feminino
22 Campeonatos Nacionais
Cross feminino

5 Campeonatos Nacionais
Pista masculino

48 Campeonatos Nacionais
Pista Coberta masculino
17 Campeonatos Nacionais
Cross masculino
46 Campeonatos Nacionais
Futsal:
13 Campeonatos Nacionais
5 Taças de Portugal
6 Supertaças
2 Taças da Liga
Natação
:
6 Campeonatos Nacionais feminina
6 Campeonatos Nacionais masculina
2 Taças de Portugal masculina
Basquetebol:
8 Campeonatos Nacionais
5 Taças de Portugal
Voleibol:
2 Taças de Portugal feminino
1 Supertaça feminino
5 Campeonatos Nacionais masculino
3 Taças de Portugal masculino
3 Supertaças masculino

 

 
Inaugurado em Março de 2011, encerrado em Maio de 2014, reaberto sob o mesmo nome mas diferente endereço em Agosto de 2016, é este um pequeno e doméstico espaço onde se olha o passado, o presente e o futuro da maior potência desportiva Nacional.

O melhor do clube são as pessoas, mas não são quaisquer pessoas. Foram os nossos fundadores, atletas e treinadores. É a nossa história. O clube não és tu, não sou eu, nem «somos nós». São eles. As mensagens que publicarmos evidenciarão esse intuito, versando sobre a instituição, a sua notável história, acumulado de feitos presentes e passados, proeminentes homens que a serviram e ergueram, cumprimentando as suas memórias mas mais importante, preservando a sua autoridade, ainda que não vivam entre nós.

Eduardo Barroso no seu típico registo (de verbo-de-encher)

Sunday, 25 December 2016

Eduardo Barroso, reconheço, está uns furos acima de gente como Carlos Dolbeth, Pedro Guerra, Rui Gomes da Silva, José de Pina e outros comentadores que se multiplicam pelos meios de comunicação Nacionais. Ao mesmo tempo, é inegável que fazem todos parte duma mesma categoria ou subespécie de gente do futebol português: grupo de pessoas sem qualquer importância que ganhou / ganha notoriedade com o futebol e com os seus clubes. Ao contrário do que acontece para outros, Eduardo Barroso tem no entanto algumas coisas a seu favor: dificilmente provocará sentimentos negativos ou de repulsa nos adeptos dos outros clubes. Basta pensarmos naquilo que Pedro Guerra nos faz sentir sobre o Benfica para percebermos os porquês de tanta carga negativa que actualmente pesa sobre o Sporting. Nessa medida, em contraste com Carlos Dolbeth, José de Pina, e em contraste com o próprio Bruno de Carvalho que se assume infelizmente como um dos principais comentadores do Sporting na praça pública, Eduardo Barroso não prejudica muito o Sporting. Aquém (porque mais antiga) e além (pós-2013) da condição que o viu exibir-se factualmente como um dos piores PMAG na história do Sporting (há uns dias falámos de Sérgio A. Mendes - é só comparar uns e outros), Eduardo Barroso prejudica o clube noutra medida: não sabe nada sobre o Sporting, sobre o que o Sporting é, fez, faz, pretende fazer, nem tem sensibilidade ou talento para relacionar o Sporting às suas principais actividades - futebol ou outras. Eduardo Barroso é, em assuntos de Sporting, uma coisa vazia, inútil, frouxa, murcha, parva e que só faz peso.

E é por isso que não dá uma para a caixa. RR, há 2 dias (link):


A partir de declarações como estas, onde se fazem presentes os já normais insultos dirigidos a sportinguistas, e destacando-se os dotes de vidente sobre o nº de títulos que o Sporting terá conquistado nos próximos 10-15 anos (sempre em comparação com o Benfica, imagem de marca destes infelizes), ou declarações parvas que evidenciam as francas incapacidade e ignorância de Eduardo Barroso sobre aquilo que o Benfica tem feito nas suas modalidades nos últimos 10 anos, principalmente no Atletismo (no que ao Sporting mais directamente respeita), fruto dum fortíssimo investimento na formação, percebe-se que o Sporting permanece um clube fragilizado e fracturado, meio ideal para que indivíduos como Eduardo Barroso apareçam no seu típico registo de verbo-de-encher. E é evidente que o Sporting está à mercê dos que controlam os principais canais do clube e que os instrumentalizam, em associação ao seu presidente, estando também exposto a um grupo maioritariamente composto por alguns dos seus adeptos mais irresponsáveis que ao mesmo beneficiam de exposição pública.

Terão vida muito difícil quaisquer sportinguistas que pretendam constituir-se como uma alternativa aos actuais dirigentes eleitos.

3 comentários:

1906 Sportinguista said...

Este homem é inenarrável. Razão teve o Dias da Cunha há uns anos quando o apelidou de "tonto que se comporta como um terrorista".

Deixo-lhe aqui duas pérolas que demonstram bem o sportinguismo dessa personagem:

https://www.youtube.com/watch?v=IE6APm3F0tI&t=126s

http://www.rtp.pt/noticias/sporting/eduardo-barroso-nao-interessa-proveniencia-do-dinheiro-do-fundo-russo_a427350

Manuel HB said...

Sim, e além das questões de conteúdo e da desonestidade Eduardo Barroso evidenciou em muitas ocasiões traços humanos desagradáveis. A forma como há uns anos se referiu a F. Vercauteren, "coitado com cara de arrumador de carros", em directo na televisão, na qualidade de comentador ou de PMAG demissionário foi qualquer coisa de miserável. Ou as mentiras que propalou quando afirmou ter "provas das afinações mas não as apresentava porque era passado".

Eduardo Barroso é uma miséria, protótipo de sportinguista com relevo mediático sem um pingo de utilidade.

Anonymous said...

Eduardo Barroso sobre JJ quando este estava do outro lado da rua.

"O Homem não só não tem vergonha na cara como é completamente ignorante, como não respeita o seu departamente médico e trata todos a chicote. Este homem não tem capacidade para estar à frente de uma equipa como o Benfica. Não tem é vergonha".

Post a Comment