No que ao Sporting respeita: Inaugurado em Março de 2011, encerrado em Maio de 2014, reaberto sob o mesmo nome mas diferente endereço em Agosto de 2016, é este um pequeno e doméstico espaço onde se olha o passado, o presente e o futuro da maior potência desportiva Nacional.
Ademais: Este é um blogue pessoal no qual se vêem analisados outros temas.

Inauguração do Estádio do Restelo,
23 de Setembro de 1956

Clube Futebol os Belenenses
VS
Sporting Clube de Portugal

Entre os segundos 34' e 50', ao início, repare no capitão do Sporting, os seus gestos, o trato e a delicadeza na forma como coloca as mãos: homens que já não existem. A primeira vez que este jogador do Sporting me despertou atenção foi na fotografia da inauguração da Taça dos Clubes Campeões Europeus, a 4 de Setembro de 1955, no jogo entre o Sporting e o Partizan Belgrade. O jogador, o mesmo que neste vídeo cumprimenta o anfitrião d'os Belenenses, destaca-se na foto de que falo pela expressão facial, tratando-se de Manuel Passos ou de Manuel António Caldeira. O capitão do Sporting em 1955, 56 e 57 era Manuel Passos. Arriscaria no entanto tratar-se de Manuel A. Caldeira, com grande probabilidade de estar enganado. O estádio do Restelo é único por 2 motivos:

1. ser o mais bonito de Portugal logo depois do antigo estádio José Alvalade (link).

2. é o único estádio que conheço a ter-se visto inaugurado duas vezes. A primeira pelo Sporting e a segunda pela equipa que jogara a final da 1ª edição da Taça dos Campeões em 1955/56, Stade de Reims, uma das equipas Europeias mais fortes da época numa final perdida frente ao poderoso Real Madrid. A segunda inauguração aconteceu dois dias passados sobre a primeira e o CF os Belenenses venceu ambos os encontros: 2-1 ao Sporting e 2-0 ao Stade de Reims. Por que motivo foi o estádio inaugurado uma segunda vez? O jogo frente ao Stade de Reims disputou-se de noite e serviu para baptizar aquele que era, segundo li, o melhor sistema de iluminação artificial em Portugal: a iluminação do novíssimo estádio do Restelo. É um vídeo muito bonito e um hino lindíssimo.
(primeiramente publicada a 6/12/2011)

... azul do mar como o passado, azul do céu como o futuro.

Posted on

Thursday, 22 December 2016

1 Comment
  1. Caro MM

    Tive o prazer e o desgosto de ter assistido a esse jogo. Primeiro o prazer, porque considero o Estádio do Restelo muito bonito e fui ver esse jogo na companhia do meu avô paterno, o único que conheci. O desgosto: o meu Sporting perdeu.

    O capitão, que troca a salva com o capitão do CFB, é, sem sombra de dúvida, Manuel Passos, com quem tive a alegria de trocar uns pontapés na bola quando a equipa esperava o autocarro para rumar a Alvalade, saindo do centro de estágio do Calhau, nos contrafortes da Serra de Monsanto, no dia da sua festa de despedida.

    Quanto a duas inaugurações, nesse caso, o Estádio José de Alvalade, de 1956, também teve duas inaugurações:

    A 10 de Junho de 1956 a grande festa da inauguração e, tempos depois, não sei a data, a Inauguração Nocturna.

    Saudações Leoninas

    ReplyDelete

Search This Blog