Um excelente artigo desta feita sobre a formação do Benfica.
Uma vista de olhos pelos recentes plantéis do rival deveria ser suficiente para que muitos de nós, sportinguistas, percebessemos que não faz sentido acenar com a bandeira da "melhor formação" só porque sim. Sem desprezo pelos óptimos técnicos (treinadores), organização, programas / métodos que a formação do Sporting eventualmente manterá (não faço a mais pequena ideia se mantém), o grande mérito que durante muito tempo lhe deu a dianteira foi o da prospecção. Perdendo-se essa corrida tudo o resto fica inevitavelmente hipotecado. Essa corrida o Sporting não a perdeu nos últimos 5 anos - o mal é anterior. Há uns meses Aurélio Pereira resumiu a questão numa frase, "se não conseguimos apanhar um jogador aos seis anos, nunca mais o apanhamos". Todavia, na mente de muitos sportinguistas é como se Alcochete formasse bons jogadores por decreto, ou que à semelhança de uma fábrica o Sporting produzisse jogadores com receitas de laboratório.

O talento não se injecta. Recruta-se. Por norma "se não conseguimos apanhar um jogador aos seis anos, nunca mais o apanhamos".

É essa a corrida na qual o Sporting terá de recuperar a liderança.

Recrutar os melhores formandos para termos a melhor formação.

Posted on

Friday, 18 November 2016

Category

Leave a Reply

Search This Blog