Palmarés

Internacional, equipas

Goalball (D. Adaptado)

1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
Hóquei em Patins
:
1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
3 Taças dos Vencedores das Taças
2 Taças CERS
Futebol:
1 Taça dos Vencedores das Taças
Atletismo:
Pista feminino
1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
Cross masculino
14 Taças dos Clubes Campeões Europeus
Pista masculino
1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
Andebol:
2 Taças EHF Challenge

Nacional, equipas

Futebol:
22 Campeonatos Nacionais
16 Taças de Portugal
8 Supertaças Cândido de Oliveira
Andebol
:
18 Campeonatos Nacionais
15 Taças de Portugal
3 Supertaças
Hóquei em Patins:
7 Campeonatos Nacionais
4 Taças de Portugal
2 Supertaças António Livramento
Atletismo:
Pista feminino
46 Campeonatos Nacionais
Pista Coberta feminino
22 Campeonatos Nacionais
Cross feminino

5 Campeonatos Nacionais
Pista masculino

48 Campeonatos Nacionais
Pista Coberta masculino
17 Campeonatos Nacionais
Cross masculino
46 Campeonatos Nacionais
Futsal:
13 Campeonatos Nacionais
5 Taças de Portugal
6 Supertaças
2 Taças da Liga
Natação
:
6 Campeonatos Nacionais feminina
6 Campeonatos Nacionais masculina
2 Taças de Portugal masculina
Basquetebol:
8 Campeonatos Nacionais
5 Taças de Portugal
Voleibol:
2 Taças de Portugal feminino
1 Supertaça feminino
5 Campeonatos Nacionais masculino
3 Taças de Portugal masculino
3 Supertaças masculino

 

 
Inaugurado em Março de 2011, encerrado em Maio de 2014, reaberto sob o mesmo nome mas diferente endereço em Agosto de 2016, é este um pequeno e doméstico espaço onde se olha o passado, o presente e o futuro da maior potência desportiva Nacional.

O melhor do clube são as pessoas, mas não são quaisquer pessoas. Foram os nossos fundadores, atletas e treinadores. É a nossa história. O clube não és tu, não sou eu, nem «somos nós». São eles. As mensagens que publicarmos evidenciarão esse intuito, versando sobre a instituição, a sua notável história, acumulado de feitos presentes e passados, proeminentes homens que a serviram e ergueram, cumprimentando as suas memórias mas mais importante, preservando a sua autoridade, ainda que não vivam entre nós.

Premiership e futebol Português - prioridades trocadas.

Thursday, 20 March 2014

Uma das características que diferencia o futebol Inglês de outros (como o Português) está na forma como se vive o jogo. Em Inglaterra, contexto geograficamente próximo mas culturalmente distante, a importância dada ao futebol centra-se quase por inteiro no evento que toma lugar nos estádios dos clubes, em relvados que acolhem jogadores e bancadas que acolhem adeptos. Esse evento é o jogo. Terminado o jogo, em intervalos de tempo que por norma não excedem os 3 dias, o espaço na imprensa (escrita ou televisionada) continuará a focar-se no encontro de futebol. Os lugares de comentador vêem-se preenchidos por jogadores de futebol (ainda em actividade ou já retirados) e os principais temas em debate relacionam-se com a prestação das equipas. Os protagonistas que servem de objecto à discussão são os treinadores e jogadores. Quase-exclusivamente, os intérpretes que dão voz a eventuais guerras de palavras são os treinadores das equipas.

Em Portugal o sistema funciona de forma muito diferente. Com o destaque vedado a jogadores e treinadores as atenções dispersam noutro sentido. Os adeptos aprovam já que no topo das suas preferências também não está o jogo. Antes, a intriga e a arbitragem. Em Portugal, o futebol é secundário e serve meramente de pretexto ou anúncio ao evento principal. Reservado não para os dias de jogo mas para os dias entre segunda e sexta, os grandes protagonistas do futebol Português são os seus dirigentes. É costume dizer-se que os adeptos em Portugal não merecem este futebol. Eu discordo.

0 comentários:

Post a Comment