Palmarés

Internacional, equipas

Goalball (D. Adaptado)

1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
Hóquei em Patins
:
1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
3 Taças dos Vencedores das Taças
2 Taças CERS
Futebol:
1 Taça dos Vencedores das Taças
Atletismo:
Pista feminino
1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
Cross masculino
14 Taças dos Clubes Campeões Europeus
Pista masculino
1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
Andebol:
2 Taças EHF Challenge

Nacional, equipas

Futebol:
22 Campeonatos Nacionais
16 Taças de Portugal
8 Supertaças Cândido de Oliveira
Andebol
:
18 Campeonatos Nacionais
15 Taças de Portugal
3 Supertaças
Hóquei em Patins:
7 Campeonatos Nacionais
4 Taças de Portugal
2 Supertaças António Livramento
Atletismo:
Pista feminino
46 Campeonatos Nacionais
Pista Coberta feminino
22 Campeonatos Nacionais
Cross feminino

5 Campeonatos Nacionais
Pista masculino

48 Campeonatos Nacionais
Pista Coberta masculino
17 Campeonatos Nacionais
Cross masculino
46 Campeonatos Nacionais
Futsal:
13 Campeonatos Nacionais
5 Taças de Portugal
6 Supertaças
2 Taças da Liga
Natação
:
6 Campeonatos Nacionais feminina
6 Campeonatos Nacionais masculina
2 Taças de Portugal masculina
Basquetebol:
8 Campeonatos Nacionais
5 Taças de Portugal
Voleibol:
2 Taças de Portugal feminino
1 Supertaça feminino
5 Campeonatos Nacionais masculino
3 Taças de Portugal masculino
3 Supertaças masculino

 

 
Inaugurado em Março de 2011, encerrado em Maio de 2014, reaberto sob o mesmo nome mas diferente endereço em Agosto de 2016, é este um pequeno e doméstico espaço onde se olha o passado, o presente e o futuro da maior potência desportiva Nacional.

O melhor do clube são as pessoas, mas não são quaisquer pessoas. Foram os nossos fundadores, atletas e treinadores. É a nossa história. O clube não és tu, não sou eu, nem «somos nós». São eles. As mensagens que publicarmos evidenciarão esse intuito, versando sobre a instituição, a sua notável história, acumulado de feitos presentes e passados, proeminentes homens que a serviram e ergueram, cumprimentando as suas memórias mas mais importante, preservando a sua autoridade, ainda que não vivam entre nós.

No futebol até as tristezas são boas

Saturday, 17 August 2013

Autor: Pedro Oliveira


Não escrevo há muito tempo, parece-me que o início da nova temporada futebolística é um bom pretexto para o voltar a fazer.
Aproximam-se sextas, sábados, domingos, quartas e quintas (normalmente não há futebol nas terças) de tristeza, de indignação, de injustiça, de jogos inesquecíveis e de outros que nos adormecem.
Enfim, o futebol está de volta e esperemos que o grande "Sporting Club de Portugal", esteja de volta, também.
A frase que intitula o post não é minha, retirei-a duma crónica de Ferreira Fernandes no Diário de Notícias (2008.06.16), nessa crónica relembra a alegria triste de Obdulio Varela, o capitão do Uruguai que derrotou o Brasil no Maracanã em 1950. Depois do jogo, sozinho e sem farda de futebolista, Varela foi para a noite do Rio de Janeiro, entrou num boteco, pediu uma cerveja e foi reconhecido ... temeu ser agredido; e foi.

Um jovem abraçou-o e chorou-lhe no ombro, toda a tristeza do Brasil.
Obdulio, então, deu-se conta de todo o mal que fizera ...
e que estava disposto a repetir.

5 comentários:

Rui Gomes said...

Bem vindo de regresso caro Manuel, está na hora de arregaçar as mangas novamente e escrever "Sporting".

Um abraço

Manuel Humberto said...

Pedro, a entrada não poderia ter sido melhor. A jogar em casa, frente ao Arouca, tínhamos tudo para arrancar bem e assim o fizemos. Confirma-se que os nossos melhores jogadores, entre os que aparentemente farão parte do 11, são Carrillo, Montero e André Martins. Montero tendo muita qualidade e tratando-se do jogador mais próximo da baliza é uma mais-valia imensa. Relativamente às temporadas anteriores e desde a saída de Liedson é um jogador que nos faltava, não só porque poderá fazer golos mas essencialmente por jogar bem. Ter um avançado de qualidade resolve muita coisa. No mais foi um adversário propício para que alguns outros dessem nas vistas. No cômputo geral fizemos 5 golos mas as dificuldades para jogar bem são notórias e naturais, dada a falta de qualidade na linha de defesas. Contra outros adversários e especialmente nos jogos fora de Alvalade essas dificuldades penalizar-nos-ão mais. Em matéria de campeonato, se somarmos a esmagadora maioria dos pontos em Alvalade e criarmos 'élan' suficiente com um arranque 100% vitorioso (9 pontos nas 3 primeiras jornadas), se não desperdiçarmos vitórias frente a este tipo de adversários, consoante a temporada do SC Braga, quem sabe se não poderemos terminar nos lugares de acesso directo à LC. Um abraço enorme.

Caro Rui, obrigado pelas palavras embora o «post» seja do Pedro. Um abraço e que esteja tudo bem consigo.

Rui Gomes said...

Caro Manuel,

As minhas desculpas, e também ao Pedro Oliveira, que nem sequer me deu para olhar para o autor do post, assumindo que era o Manuel.

Um abraço

pedro oliveira said...

Manuel, concordo, inteiramente, com a tua análise. Se os dois próximos jogos resultarem em duas vitórias,teremos tudo para arrancar para uma grande época.

Rui, não tem problema,foi uma confusão normal, eu já não escrevia há muito tempo.

Grande abraço a ambos.

Influência Arbitral said...

Para se ter uma ideia da influência que as decisões arbitrais (penalti ou expulsão) têm no desempenho das equipas convido-vos a visitarem o Blog: http://influenciaarbitral.blogspot.pt/

Sabiam que nas últimas 4 épocas o BENFICA JÁ PERDEU 22 PONTOS DIRETAMENTE POR UM ÚLTIMO GOLO SOFRIDO DE PENALTI OU APÓS SOFRER UMA EXPULSÃO enquanto que inacreditavelmente o F.C. PORTO NÃO PERDEU NENHUM, REPITO NENHUM PONTO DIRETAMENTE POR DECISÕES ARBITRAIS (penalti u expulsão).

Incrível, ...estes 2 clubes não parecem disputar o mesmo campeonato!!!

Post a Comment