“A substância fundamental do progresso desportivo do Sporting é um fogo clubista que incessantemente se acende. É o suporte de vida do espírito leonino; é uma matéria viva ...”


No que ao Sporting respeita: Inaugurado em Março de 2011, encerrado em Maio de 2014, reaberto sob o mesmo nome mas diferente endereço em Agosto de 2016, é este um pequeno e doméstico espaço onde se olha o passado, o presente e o futuro da maior potência desportiva Nacional.
Ademais: Este é um blogue pessoal no qual se vêem analisados outros temas, bem como um depósito para comentários sobre diversos tópicos que vou deixando um pouco por toda a parte.
Para deixar um comentário: Clica no título do respectivo 'post' (à direita do texto). Alternativamente, usa a tua conta do FB. Regras superficiais de utilização: Emprega bom-senso.

Dadas as posturas dos 2 candidatos até ao 'anúncio' da transferência de Ricky Wolfswinkel, o último debate teve a grande virtude de reduzir as doses de histeria junto da base de apoio de Bruno de Carvalho. Da sua parte, promovendo uma imagem presidencial, capitalizou alguns votos junto de indecisos. Dos seus apoiantes, a histeria diminuiu porque alguns conhecem intimamente a diferença entre realidade e demagogia (são desonestos por opção): acusar a outra candidatura de associação à má dose que conduziu o clube ao descalabro, ligando-a a uma 'linhagem', e a 'eles', ou (não) perceber que nenhuma das candidaturas está relacionada com o passado distante ou recente do Sporting, contribuindo ainda (para redução de histeria) o facto de que o líder baixando a voz, os fieis baixam também a voz, desconsiderando a minoria que continuará a carregar nos chavões independentemente de mais nada. Inclusivamente daquilo que o seu candidato afirmar. Há 3 dias, anteontem, ontem, quase toda a gente ficou mais tranquila. O debate viu-se pautado pela cordialidade, pela elevação e sem acusações de uma parte à outra, mas com uma substancial diferença:

José Couceiro é aquilo que vimos. Não se perde. Está focado nos assuntos que realmente interessam. É conhecedor do Sporting e da sua principal actividade: futebol. É capaz de preservar os bons, chamar outros com contributos válidos, tratando-se por natureza de alguém junto ao universo das soluções pouco vocacionado e interessado em exercícios de demagogia ou histeria. Este quadro endeusa José Couceiro? Não.

Bruno de Carvalho, por seu turno, adoptou a postura que exibiu porque a escolheu. Se o tom demagógico e acusatório naquele contexto servisse melhor os seus intentos, adoptá-lo-ia como fez e como faz durante tanto tempo. Daí, reafirmo que Bruno de Carvalho é um produto de imagem. Não tem mais nada.
Este quadro torna Bruno de Carvalho num demónio? Não. Torna-o naquilo que é: um demagogo cheio de vontade, imbuído do legítimo desejo de se ver eleito presidente do Sporting.

«Bruno, vejo em ti as características necessárias para afrontar este enorme desafio (...) O nosso clube precisa de um homem com as qualidades (e até defeitos) que tens. O nosso clube, Bruno, precisa de ti.» - José Eduardo

Em matéria de diagnóstico, sem que qualquer um tivesse desenvolvido em demasia, acertaram. Estranho seria que não o fizessem já que os problemas estão para o Sporting, infelizmente, vistos e revistos há demasiado tempo. No entanto, não são os diagnósticos que irão resolver os problemas. De igual modo, não são também as postura, imagem, discurso, oratória ou no melhor dos cenários o mais virgem dos sportinguismos - partilhado por uma grande parte de quase todos nós - que irão resolver os problemas Os problemas resolvem-se com matéria, conhecimento e inteligência, quando a esmagadora maioria das soluções apresentadas por Bruno de Carvalhos são totalmente dispensáveis e contraproducentes. E são-no porque o candidato a líder não reúne substância. Não reunindo substância dificilmente será capaz de reconhecê-la noutros: Luís Freitas Lobos é somente mais um exemplo, uma amostra para a superficialidade que se apoderará do Sporting caso Bruno de Carvalho se veja eleito, superficialidade que virá na linha de Luís Godinho Lopes, José E. Bettencourt e outros para trás. Teremos, como temos tido até aqui, ao nível das principais cúpulas, um Sporting de gente na imagem associada a algum tipo de competência mas que de conteúdo são um zero à esquerda.

Em matéria de facto é isto que existe.

Coloque-se por instantes no lugar daqueles que hoje, nos quadros técnicos do Sporting, sabem mais de futebol a dormir que Luís Freitas Lobo acordado ... por aí terá uma ideia do que significa a verdadeira continuidade, motivo pelo qual Bruno de Carvalho será mais do mesmo.

O Sporting com Bruno de Carvalho continuará a ser um clube de experiências.

Ainda preocupante: tudo aquilo que tantos durante muito tempo reclamaram, um clube virado para dentro cujo sucesso estaria dependente dos seus e daquilo que tem de melhor, com uma orientação em futebol alicerçada no próprio Sporting, existindo finalmente uma solução aproximada ao clube que tanta gente ambicionou, nada disso parece agora interessar. Por um motivo: não estão realmente preocupados com o Sporting. Estão somente interessados em exorcizar fantasmas, indo atrás de quem prometer fazê-lo. Tal, independentemente do facto de que o maior fantasma entre todos, Banca, continuará naturalmente a fazer parte da vida do Sporting, com José Couceiro, Bruno de Carvalho, ou qualquer outro, e isto é algo que o debate também evidenciou.

Até para os mais ingénuos que ainda duvidassem do contrário.

Dose 1,
O Sporting tem problemas muito graves para resolver com os seus credores.

Dose 2,
O Sporting tem problemas graves relacionados com a gestão do seu futebol.

A resolução da primeira só se faz duma forma: resolução da segunda e acordo com os principais credores, Banca. A resolução da segunda está dependente de duas coisas: esclarecimento e conhecimento. Tanto José Couceiro como Bruno de Carvalho terão de chegar a acordo com a Banca e é garantido que o farão, se é que já não o fizeram. Todavia, só José Couceiro se aproximará da resolução da segunda dose problemas, ao passo que Bruno de Carvalho mais não fará do que experiências, razão pela qual em 2011 andou a medir cheques de 100 milhões com Godinho Lopes e, em 2013, transformou-se de repente num iluminado da formação de futebolistas. Uma grande parte dos sócios do Sporting, ao que tudo indica, irá atrás das experiências. Tal como escrevi anteontem, não é surpreendente. Trata-se afinal do que andam a fazer há quase 30 anos ... más escolhas. Uma coisa muito boa demora anos a construir e o Sporting é, nalgumas matérias, um clube de excelência. Luís Godinho Lopes e a sua direcção, a reboque de eleitoralismo, fizeram os possíveis e os impossíveis para contaminar a dose boa de Sporting. Bruno de Carvalho concluirá a obra.

Quando estiver concluída, o Sporting tornar-se-á vulgar.

~ Resta apenas saber, qual o tacho que o senhor Coveiro te irá oferecer, será o do departamento de comunicação e proganda? SL.
~ É no mínimo de estranhar que este seja o único blog a não fazer uma referência clara à venda de Ricky Van Wolfsvinkel... Porque será? Reitero: a simples suspeita de que José Couceiro poderá ser o candidato da continuidade deveria ser suficiente para que os sócios fugissem dele como o diabo da cruz!
~ Está mais que escrito nas entrelinhas que o Couceiro é o candidato das ratazanas que levaram o Sporting à ruína. E se ele ganhar, por lá irão continuar a engordar as suas contas bancárias em prejuízo do Sporting.
~ Os "limitados", "arruaceiros", "burros" e "básicos", é que vão ter que pegar no clube e limpar toda a merda que os "inteligentes", "elitistas", "bem-educados" e "ultra-instruídos" fizeram! Ou será que estou a mentir ?!
~ E eu bem sei que para alguns, custa admitir que mais vale gente "básica" mas trabalhadora e com real amor ao clube, do que gente "muito culta" mas que não passam de canalhas engravatados.

Inteligentes, elitistas, bem-educados, ultra-instruídos, Bruno de Carvalho, Vicente Moura e Luís Freitas Lobo, gente de trabalho dizem os imbecis autores dos comentários acima (trabalho, leu bem), com real amor ao clube.

... quando alguém fizer uma acusação assegura-te de que o próprio não é o culpado. Aqueles com os casos mais fracos farão o barulho maior.

Por aí terá uma ideia do que significa continuidade

Posted on

Thursday, 21 March 2013

25 Comments
  1. José Couçeiro poderá não significar CONTINUIDADE no que se refere à estrutura, ao sistema que pretende implantar para tirar o Sporting da situação actual, mas signifcará sem dúvida alguma a CONTINUIDADE na imagém que o Sporting continuará a ter com ele à frente do clube: Petiscadas e rizadas com os seus mestres (Luis Filipe Vieira e Pinto da Costa), silêncio absoluto quando estes lhe levantarem a vóz, resignação total com tudo o que imprensa possa (a seu belo prazer) escrever, falinhas mansas para o conselho de arbitragem e seus erros de juízo (seja na escolha dos árbitros, seja nas arbitragens habilidosas), cadeiras no camarote reservadas para os famosos (Paulo Abreu e Companhia Lda.)

    Porque acredito que será assim? Porque José Couceiro é manso, muito mansinho. Caracteristicas excelentes para uma pessoa comum, como pai, como amigo, talvez até mesmo como presidente do sindicato de jogadores, mas não para treinador (o seu historal demontra-o) e muito menos para o cargo de presidente do SPORTING CLUBE DE PORTUGAL, ainda mais quando se precisa mais do que nunca de uma MÃO FIRME para mudar o rumo de um navío que segue a grande velocidade para o desastre total. Perder a maioria da SAD é o primeiro grande passo para que isso aconteça, e não me venham dizer que pode ser recuperada. Se o negócio render, quem é o investidor que quererá largar o osso? Por outro lado, se for por àgua abaixo, onde vai o Sporting arranjar dinheiro para comprar o que vendeu?! Não brinquemos!

    Para mim, José Couceiro representa um Godinho Lopes II. Mais inteligente, mais conhecedor, com um outro modelo, mas com as mesma fraquezas. Em contrapartida, Bruno de Carvalho respira sportinguismo, corre-lhe nas veias sangue verde, tem carisma e inteligência de sobra. Além disso tem braço firme e está pronto e desejoso de agarrar o leme, não por vaidosice, mas sim, porque está convicto que o seu projecto tem tudo para dar certo. Só não acontecerá, se os sportinguistas não quizerem!

    Saudações
    Juba

    ReplyDelete
  2. Então nas veias do Bruno de Carvalho corre sangue verde...
    Nas veias dos outros sportinguistas que discordem...corre o quê...? - Água...?

    Deixem-se dessas palermices e pensem em votar em quem acharem que melhor vai defender os interesses do Sporting...

    E isso forçosamente não tem que ser em quem dizem que é capaz de dar murros na mesa...

    Mais do que dar murros na mesa, o que o Sporting precisa é de um presidente que seja inteligente e saiba fazer uso dessa inteligência...unindo os sportinguistas...!!

    ReplyDelete
  3. Jubas, o Bruno de Carvalho nao e' vaidoso? Concerteza que nao viu isto: http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=hjsG2QkZ9Ko

    A maior ode a vaidade e auto-elogio que tenha visto ha muito tempo.

    ReplyDelete
  4. Enganas-te quando dizes que BdC em 2011 media cheques com GL e só agora se lembrou da formação.
    Já em 2011 ele falava na formação e em contratar (com os tais 50 milhões) alguns (poucos) jogadores para complementar os jogadores da formação e ajudá-los a crescer. Na formação do plantel, a ideia de BdC em 2011 parece-me a mesma de agora.

    ReplyDelete
  5. J., é um palerma que só colhe junto de gente fraca desesperada por "aconchego". Tem os tiques todos, deve tê-los treinado lá no trato com os funcionários da fundação. Esse palerma é o protótipo do que vai mal em Portugal há 400 anos. Uma elite de meia dúzia, confortável, a dar música a multidões.

    ReplyDelete
  6. Qual é o trabalho de BC? de que é que ele vive? Depois de ele responder a essas perguntas sem qualquer dúvidas, verei com outros olhos as suas propostas. Estará ele interessado em esclarecer isto? Tudo o resto é conversa!

    ReplyDelete
  7. Anónimo, as propostas são nuns casos prejudiciais e noutros insuficientes, porque o candidato é um indivíduo sem qualidade.

    A privilegiada vida de Bruno de Carvalho, meio a que pertence, ou fontes de rendimento, têm pouco a ver com a qualidade da suas propostas e servem unicamente para demonstrar a relação estreita que existe entre estupidez e apoio a Bruno de Carvalho.

    Pessoas básicas, fracas e estúpidas apoiá-lo-ão para prejuízo do Sporting, e enquanto apoiam este palerma de metro e meio que nasceu com o rabo virado para a Lua, acusam "outros" de elitismo e sobranceria.
    Esta questão tem só a ver com isso: evidenciar que a maioria dos seus apoiantes, e respectiva retórica, parte de gente bastante limitada e com graves problemas de entendimento.

    Mas isso sempre foi óbvio.

    ReplyDelete
  8. Manuel Humberto,

    eu logo vi que tu não entendeste na totalidade as minhas palavras, ou então dá-te jeito que as interpretes dessa forma.
    Porque quando eu disse isto: "Os "limitados", "arruaceiros", "burros" e "básicos", é que vão ter que pegar no clube e limpar toda a merda que os "inteligentes", "elitistas", "bem-educados" e "ultra-instruídos" fizeram!", o que eu digo é simplesmente o que está aí, porque eu não sei se o Bruno vai ser o gajo que vai conseguir limpar a merda toda, sinceramente não sei, porque só vou mesmo saber quando (e se) ele chegar a presidente.

    O que eu sei é que muitas das pessoas que tu chamas de "pouco inteligentes e bastante básicos", vão ser aqueles que vão ter que levantar o clube... Porque os "outros", fogem quando o clube está mal!

    ReplyDelete
  9. Então não vão José, vê-se no dia-a-dia quanto "levantam o clube". Está na cara que sim. Fique com a sua retórica, preocupe-se pouco com a minha, e não se faça de vítima. O coro de apoiantes de Bruno de Carvalho é aquilo que lhe disse: gente estúpida que não vê um palmo à frente dos olhos. Lamento mas é a realidade.

    ReplyDelete
  10. Sr. Humberto,
    Está claramente a perder as estribeiras tal como o sr. Couceiro ontem no debate. Desparar insultos a quem tem uma opinião diferente da sua só lhe fica mal.
    Quanto aos argumentos, ficou muito claro que Couceiro não vai ter estaleca para agarrar no Sporting. É só isso. Você está confortável com mais do mesmo, mas há quem não esteja. Desejo sinceramente vê-lo a retratar-se destas suas investidas em território pouco digno dentro de poucos meses. Para o bem do Sporting.
    SL

    ReplyDelete
  11. GreenMan, estupidez e desonestidade não são opiniões. "Você está mais confortável com mais do mesmo". Enfim, e depois não querem estes cérebros de amendoim ser chamados pelo que são: gente estúpida.
    "SL".

    ReplyDelete
  12. Manuel, são apenas velhacos, como a voz do dono. Velhacos, cínicos e hipócritas. É só toca-e-foge.

    E é gente tão estúpida, tão fora da real, dado viverem num mundo de auto-elogio, que nem vêm como a generalidade dos sócios estão FARTOS do Bruno de Carvalho. Armou-se ao pingarelho a usar a base de dados dos sócios para enviar propaganda, mas só acabou por irritar ainda mais uns bons milhares de sportinguistas que não lhe deram autorização para os abordar directamente. Amanhã saberá o que verdadeiramente muitos pensam dele, do seu estilo e da sua "entourage".

    ReplyDelete
  13. This comment has been removed by a blog administrator.

    ReplyDelete
  14. Anónimo, és um LIXO. Volta para a esterqueira donde vieste.

    ReplyDelete
  15. Manuel, desculpa, apaga o meu post anterior e este também, por favor.

    ReplyDelete
  16. Lionheart, são gente sen nada que se aproveite, vive de chavões, acusações, intriga. São um cancro. Se fossem só estúpidos dar-se-ia desconto mas quando além disso são mal formados e oportunistas, não podem ser visto como outra coisa: um cancro. E novamente: não é surpreendente que estes resíduos de esgoto se juntem em redor de Bruno de Carvalho.

    ReplyDelete
  17. Lionheart são comentários na linha do que só sabem dizer. Foste tu o alvo, como poderiam ser (são) outros. Para estas ervilhas qualquer solução que não passe pelo queque da Aragão Pinto só pode ser de gente com "tacho" ou a quem Couceiro "prometeu tacho".

    Como é que se discute com quistos deste tipo? Impossível. Mas repito: por algum motivo estão todos lá ao lado do sonsinho.

    ReplyDelete
  18. This comment has been removed by a blog administrator.

    ReplyDelete
  19. Este Manuel Humberto é um burro. E eu toda a vida ouvi dizer que vozes de burro não chegam ao céu.

    ReplyDelete
  20. Manuel, proponho a atribuição de um "prémio" entitulado "O maior vómito da blogosfera 'leonina'". A competição está renhida, tanta é a escolha, mas creio que neste momento o "Leoninamente" está na frente. Só visto. Só falta cantarem a "Grândola, Vila Morena". Que palhaçada.

    ReplyDelete
  21. Lionheart, lol. É, infelizmente. Mas o lixo é tanto que que a «blogoesfera» pode genericamente ser vista dessa forma: lixo.

    Anónimo, isto não é uma poça de lama onde podes brincar e chafurdar só porque sim. "Para quem se vangloria de uma educação esmerada", oi? Não atires frases para o ar, alienado, porque não me vanglorio de coisa alguma. Já o teu candidato vangloria-se e não é pouco. "Só deixas passar o que te agrada". Em termos simples, acertaste. É mesmo isso. "SL".

    ReplyDelete
  22. a questão da convivência entre o JC e o Pinto da Costa e Luis filipe Vieira na minha opinião é uma mais valia para estar contra eles, porque já se conhecem! não se esqueçam que estes últimos eram muitos amigos na altura do alverca!
    não sou votante mas preferia mil vezes o José Couceiro ao Bruno de Carvalho para presidente. Ao carlos severino deveria dar-se-lhe uma camisola do barcelona autografada pelo Joan Cruyf...
    outro anónimo

    ReplyDelete
  23. Anónimo, as mais-valias estão todas dentro de casa. 80% do caminho é trilhado por nós e nada do que se passa lá fora influencia. Os outros 20% - influências ocultas do futebol Português, temos de lidar com elas mas ao mesmo tempo que fazemos o nosso trabalho bem feito.

    É isso que temos de escolher: entre quem devolverá normalidade e bom julgamento ao clube permitindo-nos recuperar rapidamente força, pessoas que não estarão a trabalhar para outras enquanto directores, administradores ou membros de direcção mas lá em cima no topo da pirâmide. Podemos finalmente ter gente de futebol e LIDERAR o futebol do clube. E não só: gente competente com um bom entendimento das coisas.

    Do outro lado temos um enorme vazio. Discursos, imagem, coisas aqui e ali pouco claras e uma estrutura propositadamente fraca porque engendrada para que a instituição se torne numa sociedade quase uni-pessoal: Bruno de Carvalho. Entristece-me que Virgílio e Inácio se prestem a esse papel. Será mais do mesmo e foi isso que nos trouxe a este pesadelo de 450 milhões de dívida e disparates atrás de disparates cometidos em futebol.

    ReplyDelete
  24. Manuel, devo dizer que a tua postura é contra-producente, porque tu próprio dás argumentos aos outros.

    Então mas tu insultas pessoas e até fazes o mesmo que acusas outros de fazerem, ao classificares os apoiantes de um candidato como tudo e mais alguma coisa... e depois os outros é que são todos os reles e os "vermes" que acham que "ou estão comigo ou estão contra mim" ?! Então e tu, és o quê ?

    Olha Manuel, apoiante de Couceiro, estás a ser tal e qual um qualquer apoiante do Bruno, daqueles que tu não gostas, daqueles do "Sporting até morrer" e outros blogs do género... apenas apoias outro candidato e usas uma escrita mais cuidada e outro vocabulário. O resto é igual.


    Isto aqui são palavras tuas: " O coro de apoiantes de Bruno de Carvalho é aquilo que lhe disse: gente estúpida que não vê um palmo à frente dos olhos. Lamento mas é a realidade."

    Eu agora vou pegar nessas palavras e vou transformá-las no discurso daqueles que chamas de gente reles e estúpida: " Os apoiantes do Couceiro são aquilo que toda a gente sabe: gente burra que não percebe que ele é mais do mesmo. Tenho pena, mas é a realidade."

    E agora, eu pergunto (e respondo): Qual é a diferença entre a "qualidade" dos dois textos ?! NENHUMA!

    ReplyDelete
  25. A diferença, José, são os motivos. Chamo-os pelo que são de acordo com o que dizem e fazem. Acredito pouco na tese do "dar a outra face".

    A diferença (enorme) é essa.

    Se conseguir compreendê-la, maravilha.
    Se não, maravilha. Importante para o Sporting é que além endireitar-se não caia nas mãos desta gente ressabiada e estúpida: as duas coisas ao mesmo tempo.

    ReplyDelete

Search This Blog