Palmarés

Internacional, equipas

Goalball (D. Adaptado)

1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
Hóquei em Patins
:
1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
3 Taças dos Vencedores das Taças
2 Taças CERS
Futebol:
1 Taça dos Vencedores das Taças
Atletismo:
Pista feminino
1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
Cross masculino
14 Taças dos Clubes Campeões Europeus
Pista masculino
1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
Andebol:
2 Taças EHF Challenge

Nacional, equipas

Futebol:
22 Campeonatos Nacionais
16 Taças de Portugal
8 Supertaças Cândido de Oliveira
Andebol
:
18 Campeonatos Nacionais
15 Taças de Portugal
3 Supertaças
Hóquei em Patins:
7 Campeonatos Nacionais
4 Taças de Portugal
2 Supertaças António Livramento
Atletismo:
Pista feminino
46 Campeonatos Nacionais
Pista Coberta feminino
22 Campeonatos Nacionais
Cross feminino

5 Campeonatos Nacionais
Pista masculino

48 Campeonatos Nacionais
Pista Coberta masculino
17 Campeonatos Nacionais
Cross masculino
46 Campeonatos Nacionais
Futsal:
13 Campeonatos Nacionais
5 Taças de Portugal
6 Supertaças
2 Taças da Liga
Natação
:
6 Campeonatos Nacionais feminina
6 Campeonatos Nacionais masculina
2 Taças de Portugal masculina
Basquetebol:
8 Campeonatos Nacionais
5 Taças de Portugal
Voleibol:
2 Taças de Portugal feminino
1 Supertaça feminino
5 Campeonatos Nacionais masculino
3 Taças de Portugal masculino
3 Supertaças masculino

 

 
Inaugurado em Março de 2011, encerrado em Maio de 2014, reaberto sob o mesmo nome mas diferente endereço em Agosto de 2016, é este um pequeno e doméstico espaço onde se olha o passado, o presente e o futuro da maior potência desportiva Nacional.

O melhor do clube são as pessoas, mas não são quaisquer pessoas. Foram os nossos fundadores, atletas e treinadores. É a nossa história. O clube não és tu, não sou eu, nem «somos nós». São eles. As mensagens que publicarmos evidenciarão esse intuito, versando sobre a instituição, a sua notável história, acumulado de feitos presentes e passados, proeminentes homens que a serviram e ergueram, cumprimentando as suas memórias mas mais importante, preservando a sua autoridade, ainda que não vivam entre nós.

10-0 vence o Professor Jesualdo Ferreira.

Wednesday, 9 January 2013

Razões para sentir esperança. Chegará? Nos objectivos para o resto da temporada, equipa de futebol em exclusivo - não falhar o acesso às competições Europeias de 2013/14 - é possível.

Embora 17 jogos passem a correr.

Reformular / reestruturar o departamento de futebol do Sporting - empresa chamada Sporting SAD. Para tal, precisando de tempo e livre-trânsito, numa solução onde não fosse ele, Jesualdo Ferreira, talvez, o treinador da equipa de futebol. Como se conjugam as duas tarefas? É talvez impossível embora nada teoricamente impeça Jesualdo Ferreira de no fim desta época apontar um treinador principal da sua confiança e regressar ao cargo de director-técnico, ou sugerir nomes da sua confiança para o cargo de director-técnico e manter-se na próxima época como treinador da equipa do Sporting.

Qualquer das hipóteses me agradaria.
Interessante ainda o à vontade de Jesualdo na conferência de imprensa.
Nada semelhante à postura 'cinzenta' que exibia ao serviço do FCP.

Não sei quem é Manuel Pinto Coelho mas o termo é este e é feliz, deplorável Eduardo Barroso, PMAG que no registo rasteirinho que se lhe conhece rotula Izmailov como «desprezível». É necessário varrer do Sporting estes patetas, silenciando-os, expondo-os ao ridículo das suas intervenções. Seria necessária uma direcção que ajudasse, fazendo o seu trabalho bem feito. É indispensável devolver o anonimato ao Sporting, anonimato que o proteja dos seus próprios adeptos. Tal vive dependente de uma liderança forte, altruísta, focada, liderança que decisão a decisão devolva a normalidade ao clube e por acções tranquilize a massa adepta. Uma direcção que trabalhando com os técnicos tenha vocação não para o 'negócio' ou a descoberta da pólvora mas entre outras coisas para futebol. Jesualdo Ferreira diz na conferência de imprensa que há diferentes coisas para tratar no Sporting. O futebol é apenas uma.

Funcionamento do clube, «polémica do dia-a-dia», como ele disse, é outra.
Esta respeita a quem dirige: é necessária uma nova classe de dirigentes no Sporting. Simultaneamente diferente e melhor.

4 comentários:

Lionheart said...

Nas próximas três jornadas o Sporting pode dar um grande salto na classificação porque joga com Olhanense (14 pontos) fora e em depois em casa com o Guimarães (16 pontos) e Rio Ave (18 pontos) e pode ganhar pontos a todos. Se vencer os três jogos, passa para quinto lugar. Não seria nada de transcendente em condições, mas não estamos em condições normais, ou aqueles palermas não andavam a apregoar que pagaram há pouco tempo 12 milhões que estavam a dever, como se isso fosse algum atestado de competência.

Não podia estar mais de acordo que o Sporting precisa de uma classe de dirigentes que perceba de futebol. Sem isso nem a gente janta, nem o Padre almoça. Precisamos que os jogadores se empenhem mais, senão nada feito. Suspeito que muitos já sabiam que iam/vão sair em Janeiro e por isso há muito que não têm a cabeça no Sporting. Ao fim e ao cabo, precisam, que os jogadores voltem a gostar de estar no Sporting e que nós voltemos a gostar de ver jogar o Sporting.

SportingSempre said...

se o Izma jogar com regularidade no porto o idiota do eduardo barroso tem TODA A RAZÃO E MAIS ALGUMA.

Manuel Humberto said...

Sim porque o jogador é doidinho, diz durante 2 anos 'não posso jogar porque dói-me o joelho' e os responsáveis do Sporting respondem 'então está bem quando estiveres bom avisa'.
O clube não tem nada a ver com o assunto e tal como para J. Moutinho foi obrigado a transferi-lo. O jogador renovou para forçar a mudança, mudança há muito planeada ao mesmo tempo que maquiavelicamente trocou uma excelente carreira pelo prazer de andar a 'gozar-nos' durante 6 anos, sem jogar. Izmailov é indigno, mau profissional, e Eduardo Barroso tem razão até por ser o trabalho dele: andar na televisão com uma voz irritante a chamar os jogadores de desprezíveis e a opinar sobre os treinadores do clube.

JMM said...

Algumas notas que gostava de deixar:

1. Jesualdo é treinador. No inevitável (não estou dizer se é bom ou mau, apenas que vai ocorrer) processo eleitoral espero que seja salvaguardado.

Salvaguardado porque nunca conseguiríamos ir buscar melhor e dizer que o vai mandar embora seria gestão danosa antes de ser eleito, coisa inédita!

Van Basten e companhia, tudo treinadores incapazes ou como treinador ou para o momento do SCP. O candidato que assumir Jesualdo como o seu treinador é o candidato que sobe na minha consideração. O que defenda uma troca, não terá o meu voto.

2. Eduardo Barroso procurou construir em si a dualidade adepto(comentador)/PMAG. Depois disto foi comp0ortar-se como um rato. Tem uma coisas a dizer, uns ataques a fazer, que sempre abre com um "Quem fala é o adepto EB". Foi cobarde. Para mais, de ameaça em ameaça mas enquanto era ele que podia por si convocar AG nunca o fez. Agora é fácil, há assinaturas e dinheiro.Espero que EB saia depressa.

3. Izmailov é um mau profissional.Pode jogar ou não, não me interessa. Cá nunca quis ajudar.

Post a Comment