“A substância fundamental do progresso desportivo do Sporting é um fogo clubista que incessantemente se acende. É o suporte de vida do espírito leonino; é uma matéria viva ...”


No que ao Sporting respeita: Inaugurado em Março de 2011, encerrado em Maio de 2014, reaberto sob o mesmo nome mas diferente endereço em Agosto de 2016, é este um pequeno e doméstico espaço onde se olha o passado, o presente e o futuro da maior potência desportiva Nacional.
Ademais: Este é um blogue pessoal no qual se vêem analisados outros temas, bem como um depósito para comentários sobre diversos tópicos que vou deixando um pouco por toda a parte.
Para deixar um comentário: Clica no título do respectivo 'post' (à direita do texto). Alternativamente, usa a tua conta do FB. Regras superficiais de utilização: Emprega bom-senso.

«Onde começava, acabava, não fazia sentido estar inserido num grupo, convivendo e partilhando objectivos e depois defrontar esse mesmo grupo agora noutra equipa». Jamais o desporto Nacional verá outro atleta alcançar as metas que este homem alcançou.
António Bessone Basto  (9 de Novembro de 1945, Algés)

Natação, primeira travessia do Tejo aos 8 anos de idade. Primeira internacionalização aos 12. Figura de proa da natação Portuguesa nos anos 60, campeão Nacional em quase todas as distâncias e variantes, campeão Ibérico das estafetas de 4x100 e 4x200 metros livres ao longo de 3 anos e duas vezes vencedor das Olímpiadas Luso-Brasileiras.

Internacional em 37 ocasiões, representante Português no Europeu de Leipzig em 1961 e nos Jogos Olímpicos de Tóquio em 1964.

Pólo Aquático, ao serviço do clube fundado pelo avô paterno Rodrigo Bessone Basto, Algés e Dafundo, bem como Sporting Clube de Portugal.

10 internacionalizações pela selecção Portuguesa.

Andebol, ao serviço do Sporting Clube de Portugal, 7 vezes campeão Nacional, guarda-redes da melhor equipa de sempre do andebol Português que entrou para a história como 'Os Sete Magníficos', penta-campeã Nacional, mítica formação orientada por Júlio Moura com Bessone Basto, Adriano Mesquita, Carlos Jacinto Correia, Manuel Brito, Alfredo Pinheiro, Ramiro Pinheiro e Manuel Santos Marques. Ao serviço do Sporting conquistou ainda 3 taças de Portugal e foi jogador de campo pelo Atlético de Algés e Liga de Algés, bem como melhor marcador em várias competições. Internacional Português em 45 ocasiões.

Caça Submarina, dirigente da secção de actividades subaquáticas do Sporting Clube de Portugal, responsável pela conquista de inúmeros e ímpares títulos Nacionais que o gigante Português conserva na modalidade.

Pesca Submarina, ao serviço de Sporting Clube de Portugal, Oriental e ACM. Tri-campeão Nacional individual, duas-vezes campeão em duplas e dez-vezes-campeão por equipas. Representante Português no mundial de 1975, Peru, 7º lugar, e vice-campeão mundial no Mundo Submerso 76.

Praticante de Judo, Karaté, Basquetebol, Ténis e Ténis de Mesa, campeão militar em todas as provas disputadas durante 3 anos e participante na Taça Ibérica de Râguebi pelo CF os Belenenses.

O mais eclético e laureado desportista no mundo, com mais de 1500 medalhas e troféus em diversas modalidades a par de distinções como,

Medalha de Mérito Desportivo,
Medalha de Amizade do Comité Olímpico Português,
6 medalhas de ouro para nadador do ano,
Troféu para melhor atleta dos anos 60,
Rugido do Leão na Noite Verde na Batalha,
Juba de Leão 2001, distinção suprema do núcleo Sportinguista de Mafra,
Prémio «Stromp» pelo Sporting Clube de Portugal em 2004.

O melhor do clube são as pessoas, mas não são quaisquer pessoas.
Foram os nossos fundadores,  atletas e treinadores.
É a nossa história. O clube não és tu, não sou eu, nem «somos nós».
São eles.

A homenagem é hoje na sede do Sport Algés e Dafundo, pelas 17:45.

O último grande herói - na Europa e no mundo somente o Sporting e o Barcelona têm mais títulos do que António Bessone Basto.

Posted on

Monday, 17 December 2012

Leave a Reply

Search This Blog