Palmarés

Internacional, equipas

Goalball (D. Adaptado)

1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
Hóquei em Patins
:
1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
3 Taças dos Vencedores das Taças
2 Taças CERS
Futebol:
1 Taça dos Vencedores das Taças
Atletismo:
Pista feminino
1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
Cross masculino
14 Taças dos Clubes Campeões Europeus
Pista masculino
1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
Andebol:
2 Taças EHF Challenge

Nacional, equipas

Futebol:
22 Campeonatos Nacionais
16 Taças de Portugal
8 Supertaças Cândido de Oliveira
Andebol
:
18 Campeonatos Nacionais
15 Taças de Portugal
3 Supertaças
Hóquei em Patins:
7 Campeonatos Nacionais
4 Taças de Portugal
2 Supertaças António Livramento
Atletismo:
Pista feminino
46 Campeonatos Nacionais
Pista Coberta feminino
22 Campeonatos Nacionais
Cross feminino

5 Campeonatos Nacionais
Pista masculino

48 Campeonatos Nacionais
Pista Coberta masculino
17 Campeonatos Nacionais
Cross masculino
46 Campeonatos Nacionais
Futsal:
13 Campeonatos Nacionais
5 Taças de Portugal
6 Supertaças
2 Taças da Liga
Natação
:
6 Campeonatos Nacionais feminina
6 Campeonatos Nacionais masculina
2 Taças de Portugal masculina
Basquetebol:
8 Campeonatos Nacionais
5 Taças de Portugal
Voleibol:
2 Taças de Portugal feminino
1 Supertaça feminino
5 Campeonatos Nacionais masculino
3 Taças de Portugal masculino
3 Supertaças masculino

 

 
Inaugurado em Março de 2011, encerrado em Maio de 2014, reaberto sob o mesmo nome mas diferente endereço em Agosto de 2016, é este um pequeno e doméstico espaço onde se olha o passado, o presente e o futuro da maior potência desportiva Nacional.

O melhor do clube são as pessoas, mas não são quaisquer pessoas. Foram os nossos fundadores, atletas e treinadores. É a nossa história. O clube não és tu, não sou eu, nem «somos nós». São eles. As mensagens que publicarmos evidenciarão esse intuito, versando sobre a instituição, a sua notável história, acumulado de feitos presentes e passados, proeminentes homens que a serviram e ergueram, cumprimentando as suas memórias mas mais importante, preservando a sua autoridade, ainda que não vivam entre nós.

Não pares de lutar, agarra o dia ao nascer: há uma batalha a travar que só tu podes vencer.

Wednesday, 12 December 2012

Desde a implementação do modelo de 3 provas, 1960/61, ECC, IFC e ECWC, o Sporting apenas numa ocasião se classificou fora do acesso a uma competição Europeia de futebol. Foi em 1975/76, significando ausência de UEFA em 1976/77. As restantes, 1960/61, 1959/60, 1957/58 e 1956/57, sucederam num período onde somente os campeões Nacionais mantinham acesso à (única) prova Europeia existente: taça dos clubes campeões Europeus (ECC).

Prova-rainha que o Sporting inaugurara a convite da UEFA em 1955/56.

São 3 os emblemas do Velho Continente que acumulam o maior nº de presenças em provas Europeias de futebol. Sporting CP, Real Madrid CF e FC Barcelona.

Em Portugal o Sporting é, ainda, veremos se em Maio se manterá, o clube com maior nº de participações por temporada em competições Europeias. Nalgumas ocasiões, os clubes participam em 2 provas na mesma época, Sporting e Benfica. Noutras ocasiões, 3 provas na mesma época, FC Porto. Em conformidade com as repetições - Sporting em 2007/08, como exemplo, jogou na mesma época a Liga dos Campeões e mais tarde frente ao Rangers de Glasgow os quartos-de-final da Liga Europa, e se contabilizarmos a prova Europeia na qual, de Portugal, somente FC Porto participou - supertaça Europeia, neste (chamemos-lhe) novo ranking o Sporting soma 57 participações.

Já os rivais FCP e SLB aparecem ambos no 1º lugar com 58.

Em participações por temporada, o Sporting lidera com 53 disputas.

Benfica 52, FC Porto também 52, seguidos por Vitória FC (Setúbal) 15, Vitórica SC (Guimarães) 15, SC Braga 15, CF os Belenenses 10, CS Marítimo 08 e (muitos) outros clubes com 5, 4, 3, 2 e 1. Dois nomes e um rosto familiares.

Augusto Soares Inácio 
01/02/1955 (nascido no mesmo ano que o meu pai)

Campeão Nacional como jogador e treinador no Sporting em 1979/80, 1981/82 e 1999/2000. Campeão Nacional, Europeu em 1986/87 e intercontinental em 1987 com outro emblema. Vice-campeão Europeu da taça dos vencedores das taças em 1984 frente à Juventus também ao serviço do clube representado a partir de 1982, FC do Porto.

Jorge Jesus, campeão Nacional como treinador também ao serviço de (ainda) outro emblema. Sócios-adeptos da maior potência desportiva Nacional que além desta condição partilharam, em conjunto, o estatuto de benjamins no plantel do Sporting que em 1975/76 falhou o lugar de acesso a uma prova Europeia de futebol.

Augusto Inácio promovido da equipa de juniores para a principal em 1975/76, e Jorge Jesus regressado a casa em 1975/76 de dois empréstimos e pela primeira vez chamado ao plantel principal do Sporting.

O propósito deste «post»: deixar um abraço enquanto sportinguista a duas personalidades de relevo sportinguista(s), de famílias sportinguistas, que não obstante os percursos profissionais por outros clubes, quando chamados a versar sobre o clube, trataram-no sempre muito bem. Tal como para José Peseiro, sentido, dignidade e probidade respondendo pelo clube na condição, o rastilho deste «post» foi uma expressão muito linda utilizada ontem pelo treinador do Benfica em referência ao Sporting, «este grande clube».

Este grande clube. Não terás que aceitar entrar no jogo a perder. Juro.

2 comentários:

B Cool said...

A UEFA não convidou o Sporting, mas antes aceitou a indicação da FPF

MM said...

UEFA, the official website for European football, with such an impressive domestic record against rivals SL Benfica and FC Porto, Sporting were among the 16 clubs invited to participate in the inaugural edition of the European Champion Clubs' Cup.

Post a Comment