Palmarés

Internacional, equipas

Goalball (D. Adaptado)

1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
Hóquei em Patins
:
1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
3 Taças dos Vencedores das Taças
2 Taças CERS
Futebol:
1 Taça dos Vencedores das Taças
Atletismo:
Pista feminino
1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
Cross masculino
14 Taças dos Clubes Campeões Europeus
Pista masculino
1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
Andebol:
2 Taças EHF Challenge

Nacional, equipas

Futebol:
22 Campeonatos Nacionais
16 Taças de Portugal
8 Supertaças Cândido de Oliveira
Andebol
:
18 Campeonatos Nacionais
15 Taças de Portugal
3 Supertaças
Hóquei em Patins:
7 Campeonatos Nacionais
4 Taças de Portugal
2 Supertaças António Livramento
Atletismo:
Pista feminino
46 Campeonatos Nacionais
Pista Coberta feminino
22 Campeonatos Nacionais
Cross feminino

5 Campeonatos Nacionais
Pista masculino

48 Campeonatos Nacionais
Pista Coberta masculino
17 Campeonatos Nacionais
Cross masculino
46 Campeonatos Nacionais
Futsal:
13 Campeonatos Nacionais
5 Taças de Portugal
6 Supertaças
2 Taças da Liga
Natação
:
6 Campeonatos Nacionais feminina
6 Campeonatos Nacionais masculina
2 Taças de Portugal masculina
Basquetebol:
8 Campeonatos Nacionais
5 Taças de Portugal
Voleibol:
2 Taças de Portugal feminino
1 Supertaça feminino
5 Campeonatos Nacionais masculino
3 Taças de Portugal masculino
3 Supertaças masculino

 

 
Inaugurado em Março de 2011, encerrado em Maio de 2014, reaberto sob o mesmo nome mas diferente endereço em Agosto de 2016, é este um pequeno e doméstico espaço onde se olha o passado, o presente e o futuro da maior potência desportiva Nacional.

O melhor do clube são as pessoas, mas não são quaisquer pessoas. Foram os nossos fundadores, atletas e treinadores. É a nossa história. O clube não és tu, não sou eu, nem «somos nós». São eles. As mensagens que publicarmos evidenciarão esse intuito, versando sobre a instituição, a sua notável história, acumulado de feitos presentes e passados, proeminentes homens que a serviram e ergueram, cumprimentando as suas memórias mas mais importante, preservando a sua autoridade, ainda que não vivam entre nós.

Inacreditável e insofismável, transportes vão perder 40 milhões de contos, admite Ministro

Friday, 14 December 2012


Diário de Notícias, 15/12/1986

'Manuel Fernandes com quatro golos, Mário Jorge autor de dois e o Inglês Meade foram os intérpretes do resultado histórico obtido pelo Sporting em Alvalade, para o qual o Benfica apenas contribuiu com um ineficaz remate certeiro de Vando. Os leões começaram por controlar as unidades mais influentes da Luz, ensaiaram contra-ataques venenosos, e acabaram com um festival de golos perante um adversário completamente atordoado'.

Sem sofismas.

4 comentários:

PB said...

não me deixaste comentar o último post, então comento aqui no "dos trasportes vão perder 40 milhões de contos, admite Ministro"

Há muito tempo, li ou ouvi uma frase que me ficou na retina. Não sei se a frase é famosa (podia ir ao google e pareceria mais herudito, mas não vou). Não sei. Li e ficou.

"O que separa um génio de um louco é que o génio é bem sucedido." Não terá sido assim exactamente, mas percebesse o sentido.

Isto para te dizer que o teu último post é completamente louco. Mas e se a direcção te ouvir mesmo?

abraços

Ricardo said...

Vi, pela primeira vez, este jogo a semana passada, na rtp memória. Primeira parte com domínio claro do Benfica, com o Sporting mais defensivo, a aproveitar os espaços entre a linha da defesa e os médios benfiquistas. Ninguém, ao intervalo, poderia antecipar a loucura da segunda parte, em que a partir do terceiro o Benfica desligou de espanto e o Sporting jogou com a ilusão e maravilhamento da infância. Um dia histórico, sem dúvida - triste para nós, de grande alegria para vós. Tenho saudades dos anos 80.

Ricardo said...

excelente ideia, a do post anterior. Chama esse rapaz aí de cima se os dirigentes quiserem ouvir as tuas ideias.

Bicadas de Aguia said...

Época 86/87, dobradinha do Benfica no campeonato e taça!
Pena os 7-1, mas prefiro mil vezes recordar troféus que resultados históricos sem consequências.

Post a Comment