Palmarés

Internacional, equipas

Goalball (D. Adaptado)

1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
Hóquei em Patins
:
1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
3 Taças dos Vencedores das Taças
2 Taças CERS
Futebol:
1 Taça dos Vencedores das Taças
Atletismo:
Pista feminino
1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
Cross masculino
14 Taças dos Clubes Campeões Europeus
Pista masculino
1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
Andebol:
2 Taças EHF Challenge

Nacional, equipas

Futebol:
22 Campeonatos Nacionais
16 Taças de Portugal
8 Supertaças Cândido de Oliveira
Andebol
:
18 Campeonatos Nacionais
15 Taças de Portugal
3 Supertaças
Hóquei em Patins:
7 Campeonatos Nacionais
4 Taças de Portugal
2 Supertaças António Livramento
Atletismo:
Pista feminino
46 Campeonatos Nacionais
Pista Coberta feminino
22 Campeonatos Nacionais
Cross feminino

5 Campeonatos Nacionais
Pista masculino

48 Campeonatos Nacionais
Pista Coberta masculino
17 Campeonatos Nacionais
Cross masculino
46 Campeonatos Nacionais
Futsal:
13 Campeonatos Nacionais
5 Taças de Portugal
6 Supertaças
2 Taças da Liga
Natação
:
6 Campeonatos Nacionais feminina
6 Campeonatos Nacionais masculina
2 Taças de Portugal masculina
Basquetebol:
8 Campeonatos Nacionais
5 Taças de Portugal
Voleibol:
2 Taças de Portugal feminino
1 Supertaça feminino
5 Campeonatos Nacionais masculino
3 Taças de Portugal masculino
3 Supertaças masculino

 

 
Inaugurado em Março de 2011, encerrado em Maio de 2014, reaberto sob o mesmo nome mas diferente endereço em Agosto de 2016, é este um pequeno e doméstico espaço onde se olha o passado, o presente e o futuro da maior potência desportiva Nacional.

O melhor do clube são as pessoas, mas não são quaisquer pessoas. Foram os nossos fundadores, atletas e treinadores. É a nossa história. O clube não és tu, não sou eu, nem «somos nós». São eles. As mensagens que publicarmos evidenciarão esse intuito, versando sobre a instituição, a sua notável história, acumulado de feitos presentes e passados, proeminentes homens que a serviram e ergueram, cumprimentando as suas memórias mas mais importante, preservando a sua autoridade, ainda que não vivam entre nós.

AHF

Monday, 3 December 2012

4 comentários:

PLF said...

MM,

Passamos demasiado tempo a lutar uns contra os outros (se assim se pode dizer), quando talvez devêssemos todos perceber que todos temos uma maneira singular de ver o clube e que é a sua confluência que faz a pluralidade. E contra mim falo.

Sobre o a "selecção", e não achando que o meu blog faça alguma falta a quem quer que seja, posso dizer-lhe que cortei muitas pessoas, entre as quais o meu irmão. Não para fazer uma qualquer panelinha com os restantes, mas porque é precisamente nas alturas difíceis -como é a presente - que é mais difícil gerir emocionalmente as divergências e eu estou longe de ter o poder de encaixe necessário para o fazer.

O tema é relativamente importante porque somos todos relativamente importantes no universo do Sporting. Tenho a certeza que estaremos todos juntos quando a hora for melhor.

antikosovar said...

Quem era Antero Henriques? Cozinheiro, em Vinhais. Quem era José Veiga? Empresário agrícola, em Carrazeda de Ansiães. Que há em comum entre os dois? São kosovares e mafiosos, subindo à custa deste expediente.

MM said...

Anti-Kosovar, expedientes há muitos. Sugerir-lhe-ei um: envie uma carta ao Sporting CP a pedir que no lugar de gastar 40 milhões de euros em jogadores de futebol por ano e mais uns quantos em treinadores, guarde 39 desses milhões e use-se de 1 único para subornar árbitros. Chega e sobra para todos.

Isso é fácil de fazer, porque você está porventura realmente convencido que se todos os Olegários e Benquerenças deste mundo estiverem do nosso lado, seria isso suficiente para retornarmos ao 1º lugar.

O seu erro é esse. Nem para o meio da tabela quanto muito para o 1º.

Fundem um clube dedicado ao estudo da problemática de árbitros e mafiosos. Perdem tempo com futebol para quê?

Bicadas de Aguia said...

Acho giro como o MM se ofende quando aqui no seu blog já ofendeu bem várias pessoas que comentaram...
E com um certo baixo nível que enfim...
Virgens ofendidas há mesmo em todo o lado.

Post a Comment