Palmarés

Internacional, equipas

Goalball (D. Adaptado)

1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
Hóquei em Patins
:
1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
3 Taças dos Vencedores das Taças
2 Taças CERS
Futebol:
1 Taça dos Vencedores das Taças
Atletismo:
Pista feminino
1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
Cross masculino
14 Taças dos Clubes Campeões Europeus
Pista masculino
1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
Andebol:
2 Taças EHF Challenge

Nacional, equipas

Futebol:
22 Campeonatos Nacionais
16 Taças de Portugal
8 Supertaças Cândido de Oliveira
Andebol
:
18 Campeonatos Nacionais
15 Taças de Portugal
3 Supertaças
Hóquei em Patins:
7 Campeonatos Nacionais
4 Taças de Portugal
2 Supertaças António Livramento
Atletismo:
Pista feminino
46 Campeonatos Nacionais
Pista Coberta feminino
22 Campeonatos Nacionais
Cross feminino

5 Campeonatos Nacionais
Pista masculino

48 Campeonatos Nacionais
Pista Coberta masculino
17 Campeonatos Nacionais
Cross masculino
46 Campeonatos Nacionais
Futsal:
13 Campeonatos Nacionais
5 Taças de Portugal
6 Supertaças
2 Taças da Liga
Natação
:
6 Campeonatos Nacionais feminina
6 Campeonatos Nacionais masculina
2 Taças de Portugal masculina
Basquetebol:
8 Campeonatos Nacionais
5 Taças de Portugal
Voleibol:
2 Taças de Portugal feminino
1 Supertaça feminino
5 Campeonatos Nacionais masculino
3 Taças de Portugal masculino
3 Supertaças masculino

 

 
Inaugurado em Março de 2011, encerrado em Maio de 2014, reaberto sob o mesmo nome mas diferente endereço em Agosto de 2016, é este um pequeno e doméstico espaço onde se olha o passado, o presente e o futuro da maior potência desportiva Nacional.

O melhor do clube são as pessoas, mas não são quaisquer pessoas. Foram os nossos fundadores, atletas e treinadores. É a nossa história. O clube não és tu, não sou eu, nem «somos nós». São eles. As mensagens que publicarmos evidenciarão esse intuito, versando sobre a instituição, a sua notável história, acumulado de feitos presentes e passados, proeminentes homens que a serviram e ergueram, cumprimentando as suas memórias mas mais importante, preservando a sua autoridade, ainda que não vivam entre nós.

Fernando Peyroteo deixou-nos há 38 anos. Há-de contribuir para se perceber melhor, escreveu em prefácio o mestre Cândido.

Monday, 28 November 2016

... a leitura deste curioso e valioso livro de memórias de Fernando Peyroteo há-de contribuir para se perceber melhor a sua figura de avançado-centro de classe excepcional, as suas ideias pessoais sobre o jogo, os casos e os homens do futebol e, mais ainda, há-de fazer compreender que, realmente, há motivo para deplorar que ele não tivesse prolongado a sua portentosa carreira de jogador até ao limite das suas magníficas e invulgares faculdades futebolísticas! (no prefácio do livro «Memórias de Peyroteo»)

Neste dia (28/11) que assinala o falecimento de uma das maiores figuras na história do futebol do Sporting, deixamos uma pequena homenagem (mais uma entre tantas) ao eterno e bom Fernando Peyroteo.
533 golos em 327 jogos oficiais, recorde mundial de 1.63 golos por partida.
330 golos em 197 jogos de campeonato, média de 1.68 golos por partida que também é recorde mundial.
Aquém e além dos pouco importantes números, um homem que dedicou a sua vida ao Sporting Clube de Portugal desde o dia em que fizera, ainda em Angola, uma promessa à senhora sua mãe: a minha mãe fez-me prometer que eu só jogaria pelo Sporting Clube de Portugal.

Ainda me recordo das palavras que escutei do sobrinho-neto de Fernando Peyroteo, em Macau, há mais 15 anos na companhia do meu próprio tio: «sabes, o Yazalde é mais conhecido mas o meu tio tem a melhor média».
Para um clube que esquece facilmente os seus heróis, e num clube onde a maioria dos adeptos não presta atenção a qualquer coisa que extravase o pequeno assunto-do-dia, desejo que num futuro mais próximo do que distante o Sporting Clube de Portugal erga nas imediações do estádio José Alvalade um monumento que faça jus ao legado que este homem ímpar nos deixou.

Fernando Peyroteo não deixou somente uma marca no futebol mundial






Deixou-a em primeira e última instância no clube que é o seu.
F. Peyroteo [10/03/1918 Humpata, Angola -- 28/11/1978 Lisboa, Portugal]

0 comentários:

Post a Comment