“A substância fundamental do progresso desportivo do Sporting é um fogo clubista que incessantemente se acende. É o suporte de vida do espírito leonino; é uma matéria viva ...”


No que ao Sporting respeita: Inaugurado em Março de 2011, encerrado em Maio de 2014, reaberto sob o mesmo nome mas diferente endereço em Agosto de 2016, é este um pequeno e doméstico espaço onde se olha o passado, o presente e o futuro da maior potência desportiva Nacional.
Ademais: Este é um blogue pessoal no qual se vêem analisados outros temas, bem como um depósito para comentários sobre diversos tópicos que vou deixando um pouco por toda a parte.
Para deixar um comentário: Clica no título do respectivo 'post' (à direita do texto). Alternativamente, usa a tua conta do FB. Regras superficiais de utilização: Emprega bom-senso.

Um plantel ou uma equipa com alguns (muitos) dos futebolistas mencionados no post imediatamente abaixo. Imagine agora que a esses se somariam Oceano, Noureddine Naybet, Carlos Xavier, Ricardo Sá Pinto e Emmanuel Amuneke. Era (foi) assim o Sporting 1994/95 do professor Carlos Queirós.
 
Em grande parte da temporada, pelo menos

Uma máquina de futebol.
ps,
O golo de Iordanov foi mais difícil.

«Quanto a Balakov, era poesia e prosa ao mesmo tempo (...) grandes saudades»

Posted on

Thursday, 27 September 2012

2 Comments
  1. A par de Salif Keita, o melhor jogador (e incluo portugueses) que vi jogar no Sporting.

    ReplyDelete
  2. O melhor jogador estrangeiro que vi jogar no Sporting. Uma das melhores equipas de todos os tempos que evoluiu no nosso clube. Pena que não tenha tido um treinador á sua altura!

    Assinado: Viscondealvalade

    ReplyDelete

Search This Blog