No que ao Sporting respeita: Inaugurado em Março de 2011, encerrado em Maio de 2014, reaberto sob o mesmo nome mas diferente endereço em Agosto de 2016, é este um pequeno e doméstico espaço onde se olha o passado, o presente e o futuro da maior potência desportiva Nacional.
Ademais: Este é um blogue pessoal no qual se vêem analisados outros temas.

Bobby Robson despediu-se da sua selecção em pleno Itália 90, nos penalties, derrotado mas não vergado pela Alemanha. Estávamos na meia-final da prova. Nesse momento, as imagens de Paul Gascoigne com 23 anos de idade agarrado ao seu treinador junto a uma das linhas laterais, correram mundo.

Live in Wembley, 1986
Apesar de derrotada a selecção foi alvo de uma recepção heróica e iniciou-se a partir do torneio uma relação acima de toda a estima entre Ingleses e o seu (de partida) treinador, técnico que seria nesse ano distinguido com a Ordem do Império Britânico. Um par de anos mais tarde «the dawn of a new era» as Alan Shearer arrives. A sua primeira chamada à selecção, estreia, dá-se no palco dos palcos, Wembley, mas Shearer, com 22 anos, não se impressionou e estreou-se também a marcar derrotando por 2-0 a selecção Francesa de Laurent Blanc.
5 anos passados, 1997, o mesmo Shearer apontaria o único golo que além de derrotar novamente a França, desta feita em França, ofereceu a sua majestade a rainha a última vitória em torneios de selecções, torneio marcado por um fabuloso livre-directo apontado por Roberto Carlos que alguns decerto recordarão. Alan Shearer permanece o meu avançado de referência, interessando-me bem pouco os ainda melhores que existiram. Ele é para mim o melhor e na vitória de 1992 afundou a França de 2 outros avançados de referência, já que no mesmo rectângulo de jogo a 19 de Fevereiro, estavam Jean Pierre Papin e Eric Cantona. Papin já disputara uma final da taça dos campeões em 1991 ao serviço Olympique de Marseille, e encontraria a glória no AC Milan de Sacchi e Cappelo. Já Eric Cantona conquistou o mundo a partir Old Trafford. Alan Shearer não conquistou o mundo. Fez mais do que isso e aquilo que poucos hoje fazem: alcançou a imortalidade ao serviço do seu clube, com os seus supporters, na cidade onde nasceu.

Lenda viva do Newcastle United.

Classic centre-forward, Alan Shearer arrives

Posted on

Monday, 11 June 2012

Leave a Reply

Search This Blog