Palmarés

Internacional, equipas

Goalball (D. Adaptado)

1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
Hóquei em Patins
:
1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
3 Taças dos Vencedores das Taças
2 Taças CERS
Futebol:
1 Taça dos Vencedores das Taças
Atletismo:
Pista feminino
1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
Cross masculino
14 Taças dos Clubes Campeões Europeus
Pista masculino
1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
Andebol:
2 Taças EHF Challenge

Nacional, equipas

Futebol:
22 Campeonatos Nacionais
16 Taças de Portugal
8 Supertaças Cândido de Oliveira
Andebol
:
18 Campeonatos Nacionais
15 Taças de Portugal
3 Supertaças
Hóquei em Patins:
7 Campeonatos Nacionais
4 Taças de Portugal
2 Supertaças António Livramento
Atletismo:
Pista feminino
46 Campeonatos Nacionais
Pista Coberta feminino
22 Campeonatos Nacionais
Cross feminino

5 Campeonatos Nacionais
Pista masculino

48 Campeonatos Nacionais
Pista Coberta masculino
17 Campeonatos Nacionais
Cross masculino
46 Campeonatos Nacionais
Futsal:
13 Campeonatos Nacionais
5 Taças de Portugal
6 Supertaças
2 Taças da Liga
Natação
:
6 Campeonatos Nacionais feminina
6 Campeonatos Nacionais masculina
2 Taças de Portugal masculina
Basquetebol:
8 Campeonatos Nacionais
5 Taças de Portugal
Voleibol:
2 Taças de Portugal feminino
1 Supertaça feminino
5 Campeonatos Nacionais masculino
3 Taças de Portugal masculino
3 Supertaças masculino

 

 
Inaugurado em Março de 2011, encerrado em Maio de 2014, reaberto sob o mesmo nome mas diferente endereço em Agosto de 2016, é este um pequeno e doméstico espaço onde se olha o passado, o presente e o futuro da maior potência desportiva Nacional.

O melhor do clube são as pessoas, mas não são quaisquer pessoas. Foram os nossos fundadores, atletas e treinadores. É a nossa história. O clube não és tu, não sou eu, nem «somos nós». São eles. As mensagens que publicarmos evidenciarão esse intuito, versando sobre a instituição, a sua notável história, acumulado de feitos presentes e passados, proeminentes homens que a serviram e ergueram, cumprimentando as suas memórias mas mais importante, preservando a sua autoridade, ainda que não vivam entre nós.

Os critérios de Paulo Bento

Monday, 14 May 2012



Falta cerca de meia hora para sabermos, recordo os critérios (link) do seleccionador:
1. Assiduidade (presenças em jogos oficiais nas competições importantes)
2. Rendimento (desempenho contínuo em jogos oficiais nas competições importantes)
3. Qualidade (técnica, capacidade de resolver, num avançado, por exemplo, concretizar golos que decidam jogos)
4. Necessidade (quando não se verifica nenhum dos pressupostos anteriores, um jogador fantástico, tipo Messi ou Maradona que através da sua técnica resolva jogos individualmente)

Acrescentaria mais um item da minha lavra; espero que não seja seleccionado nenhum jogador que não possua nenhuma internacionalização A em jogos oficiais.

Deixo, ainda, uma aposta pessoal: Arnaldo Edi Lopes da Silva mais conhecido como Edinho; depois de uma boa primeira parte da época no Málaga (Liga dos Campeões no difícil campeonato espanhol) veio no mercado de Inverno para a Académica de Coimbra e fez uma recta final da época fantástica marcando golos decisivos, está em grande forma e é um avançado com provas dadas e com internacionalizações A em jogos a sério.

7 comentários:

pedro oliveira said...

Nelson Oliveira?
Nelson Oliveira?
Em que critério se enquadra este gajo?
Quantos jogos fez na Champions e no campeonato, quantos golos marcou?
Quantas internacionalizações A em jogos a sério tem?
A selecção nacional perdeu hoje um "supporter" vou ver jogos, mas sem a paixão que teria se o convocatória fosse justa.
Sempre lutei por Paulo Bento, hoje desiludiu-me, muito (talvez a negociação do contrato o obrigasse a n jogadores do Porto, n jogadores do Braga e n jogadores do Benfica).
Enfim estará lá Stefanus Johannes Schaars, um jogador que pela sua atitude e profissionalismo merecerá ser campeão europeu...

MM said...

Pedro,

Sou algo (bastante) indiferente à selecção Nacional A, mas uma das chamadas (chame-se) surpreendente foi mais do que merecida: Custódio. Do restante lote e numa perspectiva de seleccção de bancada, Pepe, Raul Meireles, Ruben Micael, Hugo Almeida, Postiga e Varela não me parecem melhores do que outros seleccionáveis (um dos quais, Liedson).

O meio-campo poderia ser bem mais forte mas João Moutinho, Custódio, Veloso e Carlos Martins dão muitas garantias.

E para ser desagradável (porque não?): alguns dos retardados mentais adeptos do Sporting que achavam o Veloso, Carlos Martins ou o João Moutinho jogadores "dispensáveis" quando estavam no clube, deveriam olhando para esta convocatória enforcar-se na sua mediocridade.

E por fim: já saiu a convocatória da Laranja Mecânica?

MM said...

Assim:

Rui Patrício, Beto, Quim, João Pereira, Fábio Coentrão, Bruno Alves, Daniel Carriço, Tonel, Custódio, João Moutinho, Bruno Pereirinha, André Martins, Miguel Veloso, Carlos Martins, Hugo Viana, Hélder Barbosa, Ronaldo, Nani, Quaresma e Liedson.

Hélder Barbosa: jogador muito capaz que já provou estar à altura de grandes desafios. Bastante injusta a não-chamada.

pedro oliveira said...

Concordo com a opção Custódio, grande atleta e grande homem.
Destes: Pepe, Raul Meireles, Ruben Micael, Hugo Almeida, Postiga e Varela; concordo, excepto Meireles e Postiga, o primeiro grande médio com experiência internacional e um fantástico remate de média/longa distância o segundo imprescindível na selecção, um misto de avançado que joga de costas e de frente para a baliza (para dar um exemplo que conhecerás bem uma mistura de Shearer e Gary Speed).
Pegando no conteúdo do parêntisis anterior porque não foi convocado Hugo Viana? (partilhou o balneário do Newcastle de Bobby Robson com as lendas que referi anteriormente e uma coisa é ter como companheiros de equipa Shearer e Speed e como treinador Robson, outra é ter por treinador Jesus e como companheiros Javi Garcia e Emerson).
Porque não foram convocados Edinho, Liedson,Hugo Vieira, João Tomás ou Nuno Gomes? Um deles... (qualquer um dos cinco é muito, mas muito melhor que o Oliveira).
Concordo com a potencialidade do meio campo que referes mas ficaria mais forte e com mais opções com Hugo Viana.
Concordo com a análise que fazes em relação à forma como alguns «adeptos» do Sporting, trataram os jogadores que referes e acrescentar-lhes-ia mais três: Patrício, Carriço e André Martins (o anão, no início de época, para alguns sectores).
quanto à convocatória holandesa, não sei, sei que Stefanus estará lá.
Grande abraço.

MM said...

E como a lista só tem 20, vá:

Raul Meireles, Miguel Lopes e um defesa-esquerdo.
23 arrumados com equilíbrio, simetria e muita qualidade no relvado.

MM said...

Pedro,

Hugo Viana e Hélder Barbosa: deveriam lá estar. Essa do Hugo Viana é inexplicável, para mais quando o único médio-ofensivo que leva é o Carlos Martins. 1, é surreal.
Edinho não conheço, nem o Hugo Vieira, o João Tomás e o Nuno Gomes não ando muito por dentro do que fazem mas sim, com o Hélder Postiga 2 ou 3 deles teriam lugar.

E o Liedson enfim, é muito simplesmente o melhor concretizador Português da actualidade.

Abraço grande (tenho muita curiosidade para saber se o Wolfswinkel lá estará).

pedro oliveira said...

Quanto ao Wolfs, provavelmente, não estará, afinal só marcou (até agora) 25 golos em jogos oficiais nada que se compare a um Nélson Oliveira (segundo a Mística, revista oficial do Benfica, Nélson leva acento, leva acento e leva assenta, pois, parece-me c'o gajo vai passar o tempo "assentado" no banco, levantando-se de vez em quando para levar umas garrafitas de água ao Rui Patrício, se calhar foi para issao que foi convocado para aguadeiro rápido).
Quantos golos marcou Oliveira para o campeonato e quantas internacionalizaçõe A tem a sério, não há nenhum Artnis que responda?

Post a Comment