Inaugurado em Março de 2011, encerrado em Maio de 2014, reaberto sob o mesmo nome mas diferente endereço em Agosto de 2016, é este um pequeno e doméstico espaço onde se olha o passado, o presente e o futuro da maior potência desportiva Nacional.
Ademais, este é um blogue pessoal no qual se vêem analisados outros temas bem como um depósito para comentários que vou deixando um pouco por toda a parte.
Para deixar uma palavra usando uma conta do 'blogger' ou de forma anónima: Clica no título do respectivo 'post' (à direita do texto). Alternativamente: Usa a tua conta do FB.
Regras superficiais de utilização: Bom-senso.

Passam hoje 25 anos desde que 14 nomes entraram para a história do Sporting Clube de Portugal e do futebol português. Vítor Damas, Mário Jorge, Venâncio, esquerdino Fernando Mendes, Gabriel, Virgilio Lopes, Zinho, Litos, imortal Oceano ... sempiterno Manuel Fernandes, e o Inglês Ralph Meade. De igual modo, o treinador naquela tarde, Manuel José, bem como os homens que entraram do banco, Brasileiros Duílio e Silvinho.

A época na qual o jogo se inseriu foi interessante. O Sporting fez um campeonato bastante mau em 1986/87, terminando em 4º lugar. Não é isso muito relevante já que campeões e vice-campeões, classificações boas e más, houve muitas e muitos. Resultados históricos como este, apenas um. É ainda o resultado mais pesado num derby para o campeonato Nacional da I Divisão.

7-1, placard que perdurará

O ano é interessante porque apesar do 4º lugar o Sporting possuía necessariamente uma excelente equipa de futebol: foi em 1986/87 que além de ter estabelecido este recorde em derbies portugueses, o Sporting escreveu na história do futebol Europeu o resultado mais volumoso obtido por uma equipa nas competições Europeias de futebol na condição de visitante.

Na Islândia, 0-9, resultado que permanece recorde Europeu.

Mas não só. Nessa época o Sporting venceria ainda o Fútbol Club Barcelona em Alvalade para a Taça UEFA - segunda ronda da prova (0-9 foram na primeira), derrota na Catalunha por 1-0 e vitória em Alvalade por 2-1. Os homens de Barcelona seguiriam em frente e seriam mais tarde eliminados pelos Escoceses do Dundee United. De que FC Barcelona falamos? Daquele que em 1986 no dia 7 de Maio, no Ramón Sánchez Pizjuán em Sevilha, perdera a final da taça dos clubes campeões Europeus para um Romeno muito especial. Um dos capitães do Steaua de Bucareste e campeão Europeu em 1985/86, Sportinguista László Bölöni que 16 anos mais tarde festejaria um triplete ao serviço do Sporting Clube de Portugal: conquistando campeonato, taça e supertaça.

Uma equipa reduzida a nada

"Uma jornada histórica", para Aurélio Márcio
"Benfica, uma equipa reduzida a nada", Joaquim Rita
"Um tufão que fica para a História", Santos Neves
"Sporting esmaga Benfica", capa do 'Correio da Manhã' 15/12/1986
"Equipa que deu um espectáculo de futebol aproveitando para devorar até às penas pobres águias em voo rasante", escreveu 'A Bola'
"Foi a pior tarde da minha vida", Álvaro Magalhães
"Preciso de fugir", Carlos Manuel - à época jogador do adversário
"Treze craques reduzidos a expressão insignificante, treze nomes para uma página negra da história do Benfica", Rui Dias, no 'Record'

Há 5 anos em Alvalade, num jantar de capitães.
«Isto é que é puro»
Obrigado Manuel Fernandes, por seres como és e por seres do Sporting.

Manuel Fernandes, 7-1, e uma equipa insignificante reduzida a nada

Posted on

Wednesday, 14 December 2011

Leave a Reply

Search This Blog