No que ao Sporting respeita: Inaugurado em Março de 2011, encerrado em Maio de 2014, reaberto sob o mesmo nome mas diferente endereço em Agosto de 2016, é este um pequeno e doméstico espaço onde se olha o passado, o presente e o futuro da maior potência desportiva Nacional.
O melhor do clube são as pessoas, mas não são quaisquer pessoas. Foram os nossos fundadores, atletas e treinadores. É a nossa história. O clube não és tu, não sou eu, nem «somos nós». São eles. As mensagens que publicarmos evidenciarão esse intuito, versando sobre a instituição, a sua notável história, acumulado de feitos presentes e passados, proeminentes homens que a serviram e ergueram, cumprimentando as suas memórias mas mais importante, preservando a sua autoridade, ainda que não vivam entre nós.
Ademais: Este é um blogue pessoal no qual se vêem analisados outros temas.




Foi há oito anos que Jesus nos deixou.

Dele, disse o «mestre» Cândido de Oliveira: consideramo-lo o mais assombroso dos extremos da táctica moderna, velocidade incontrolada e rematador inigualável. Temos sempre presente dois jogos em Madrid (...) um contra o Atlético, em que ele marcou todos os seis golos da equipa; outro, na «Taça Latina», no jogo com o Torino, no qual Peyroteo marcou três golos que pareciam copiados a ... papel químico. Passagem em profundidade de Vasques, para a linha de fundo: partida em velocidade de Jesus (...) a recolher a bola quase no limite do campo e entrega, com a bola rasa, a Peyroteo, para o limiar da grande-área e remate seco e raso do avançado-centro.

Foi há oito anos, em 30 de Novembro de 2003. Obrigado por tudo, Jesus, Jesus Correia ou simplesmente Necas como os amigos chamavam.

O dia em que Jesus morreu

Posted on

Wednesday, 30 November 2011

Leave a Reply

Search This Blog